Como um grupo de hip-hop inseriu a Adidas no mercado dos EUA

SneakerBreaker.com : Grupo de Hip-Hop RUN DMC e o lançamento de tênis da Adidas. Sortimentos.com

Lendário RUN D.M.C mudou o lançamento de um dos tênis da marca

Comprar alguma coisas, muitas vezes, está muito além do desejo de ter. A depender do objeto, da maneira como ele foi feito e da história que o cerca, o item ganha um valor especial. Essa é, muitas vezes, o que faz um tênis, como os disponíveis no site SneakerBreaker.com, ganharem projeções mundiais.

Esse é o caso da parceria entre o lendário grupo de Hip Hop Run-D.M.C. e a Adidas. Para quem não sabe, o Run-D.M.C. era um grupo de hip-hop fundado em Nova York, em 1983, um dos mais importantes da década de 1980. Seus membros eram Jason “Jam-Master Jay” Mizell, Joseph “DJ Run” Simons e Darryl “D.M.C.” McDaniels.

Em 1986, Run-D.M.C. lançou uma música intitulada “My adidas”, sem nenhum vínculo promocional ou comercial com a marca. A empresa, no entanto, percebeu que seus tênis começaram a vender mais após o lançamento da música.

Poucos meses depois, em uma apresentação no tradicional Madson Square Garden, representantes da empresa de material esportivo ficaram espantados quando todos os presentes colocaram seus Adidas para o alto durante a apresentação da música. Naquele mesmo dia, eles fecharam um acordo em 1 milhão de dólares.

Alguns anos depois, a Adidas lançou o Run-D.M.C especial, sapatos conhecidos como Eldorado, Fleetwood e Brougham, nomes de carros que os integrantes do grupo gostavam. A parceria entre Run-D.M.C. e a Adidas quebrou fronteiras e conseguiu consolidar um legado não só na música, mas também no marketing esportivo, em um momento no qual isso ainda não era muito valorizado.

A melhor parte disso é que ninguém realmente viu isso acontecer. A marca alemã (Adidas) sempre foi retratada como conservadora demais, enquanto o notório grupo de hip-hop demonstrava quanta influência poderia ter na cultura jovem, sem se associar às drogas ou à cultura de gangues. O esporte e a cultura, no entanto, mudaram para sempre a maneira como os negócios são feitos.