Cirurgia no joelho: ela é necessária?

Cirurgia no joelho: ela é necessária?

Saúde : cirurgia no joelho

Muito se fala sobre cirurgia no joelho e certamente você que já teve uma lesão ou sente dores no joelho já deve ter pensado sobre esse assunto. E muita gente pensa que a cirurgia é a única solução para problemas no joelho. Mas não é bem assim. Aliás, em boa parte dos casos de dor no joelho, a cirurgia não é nem deve ser a primeira opção a ser considerada.

Afinal, a cirurgia no joelho é necessária? Se sim, quando?

Podemos começar o texto dizendo que há situações em que a cirurgia no joelho é necessária, porém na grande maioria dos casos de lesões leves, o tratamento conservador traz excelentes resultados e a cirurgia não é necessária.

Vamos falar mais sobre quais são as situações nas quais a cirurgia é eminente e quais ela não é necessária.

Cirurgia no joelho – indicações

Existem algumas lesões nas quais a cirurgia no joelho é indicada. Geralmente, as indicações de cirurgia estão ligadas à situação de trauma, como rompimentos. No entanto, antes de falar delas, é importante reforçar que o tratamento conservador, baseado em fisioterapia e fortalecimento muscular consegue resolver uma grande porcentagem de casos de lesão no joelho.

O INSTITUTO TRATA tem profissionais especialistas em joelho e equipamentos de última geração para o tratamento de lesões nessa articulação tão importante no nosso organismo.

A cirurgia no joelho, também chamada de artroscopia, é um tipo de cirurgia no joelho pouco invasiva, no qual uma câmera é colocada por meio de uma pequena incisão no joelho. Antigamente, a cirurgia no joelho era indicada para inúmeros quadros de lesões no joelho. Porém com o avanço científico e melhora das técnicas de recuperação fisioterápica e tratamento conservador, hoje as indicações de cirurgia no joelho são somente em casos
drásticos de rompimento de estruturas ou em caso de falha do tratamento conservador, que deve ser sempre a primeira escolha.

Casos de rompimento de ligamentos no joelho ou necessidade de remoção de estruturas, como para biópsias.

Em geral, as principais indicações para cirurgia no joelho são:
● Rupturas de menisco;
● Lesão nos ligamentos cruzados anterior e posterior;
● Lesão cartilaginosa e osteocondral;
● Corpos livres intra-articulares;
● Osteocondrite dissecante;
● Artrite reumatoide;
● Sinovite vilonodular pigmentada;
● Cirurgia de condromalácia patelar;
● Tratamento de artrose.

Portanto, pode-se observar que muitas das indicações de cirurgia no joelho estão ligadas à situações de trauma no local, com rompimentos de estruturas (caso de esportes, como futebol, luta ou de acidentes), ou quando já se tentou o tratamento conservador e, por alguma razão, os resultados obtidos com ele não foram tão eficazes.

Complicações da cirurgia de joelho

As complicações desse tipo de cirurgia são bem pequenas se comparadas a outros tipos de cirurgias ortopédicas, correspondendo a menos de 1% dos casos. As complicações podem incluir trombose venosa profunda, sangramento articular (hemartrose), infecção articular e artrofibrose, que pode levar à perda de movimento. Lembrando que uma equipe experiente, com uma boa avaliação do caso e afastando fatores individuais predisponentes consegue conseguir bons resultados.

O que a ciência diz
Estudos publicados recentemente mostram que a cirurgia no joelho não deve ser realizada em caso de desgaste natural de cartilagens em função da idade. Em um estudo recente publicado na British Medical Journal mostrou que passado um ano após a cirurgia no joelho de alguns pacientes, com lesões submetidas à procedimentos cirúrgicos, quando comparados à pacientes com as mesmas lesões submetidos a outros tratamentos, não houve diferença entre eles em relação a dor ou funcionamento do joelho.

Ou seja, tratamentos menos invasivos, como fisioterapia, com fortalecimento muscular e exercício físico, apresentaram o mesmo grau de melhora da lesão do que tratamentos cirúrgicos.

A artroscopia se tornou nos últimos anos uma das cirurgias mais realizadas na Ortopedia. É uma cirurgia fácil, o que pode ter levado a uma generalização das suas indicações.

O Sistema Único de Saúde (SUS) realizou só no ano de 2016 um total de 17 mil artroscopias levando em consideração joelho e quadril. O Ministério da Saúde afirma que o custo desses procedimentos foi de R$5,2 milhões.

Mas e casos de artrose?

Artrose é um tipo de patologia que afeta indivíduos mais velhos. Cerca de 25% das pessoas com mais de 50 anos sofre algum tipo de desgaste nos joelhos e diversos fatores estão ligados à isso: o próprio envelhecimento, a falta de condicionamento físico, vícios posturais, genética, dentre outros.

No caso desse tipo de desgaste, embora o tratamento conservador seja o mais indicado, há indicação de cirurgia quando a fisioterapia não foi suficiente ou quando há um pedaço solto de cartilagem dentro do joelho.

Hoje procura-se sempre partir primeiramente para o tratamento conservador e somente quando esse falha e o quadro necessita, então parte-se para a cirurgia no joelho.

Então, o que fazer se tenho dor no joelho?

A primeira atitude caso você tenha dor no joelho não é pensar imediatamente em cirurgia. É buscar um diagnóstico correto do seu problema. Depois do diagnóstico feito, certamente você terá a indicação primária (caso não seja um caso de trauma ou ruptura ligamentar causada por trauma) de o tratamento conservador, baseado na fisioterapia e na recuperação das estruturas musculares que sustentam o joelho.

É nesse ponto que o INSTITUTO TRATA entra pois conta com profissionais gabaritados, com equipamentos de última tecnologia, para a realização da recuperação de joelhos lesionados e prevenindo que futuros problemas possam ocorrer.

Você não precisa conviver com dor no joelho o tempo todo. Nem achar que a cirurgia é logo a única opção. Busque um profissional gabaritado, que irá fazer um diagnóstico preciso do seu problema. Caso não fique satisfeito com a explicação ou com a proposta de tratamento, busque outro profissional.

Somente com um diagnóstico correto é que o tratamento conservador pode ser feito. Além disso, busque aderir ao tratamento conservador, pois seus resultados também dependem que o paciente venha nas sessões e faça os procedimentos corretamente.

INSTITUTO TRATA está à disposição de você para tratar e orientar diferentes casos de lesão no joelho. Agenda sua consulta hoje mesmo.