Carnaval de Rua em São Paulo - sortimentos.com
Carnaval de Rua em São Paulo – sortimentos.com

Sortimentos.com Carnaval de Rua 2022

São Paulo Carnaval de Rua 2022 : prefeitura recebe 867 inscrições de blocos carnavalescos

Cidade de São Paulo recebe 867 inscrições para desfiles no Carnaval de Rua 2022. É o maior número de solicitações na história da capital e o maior do Brasil para 2022. As documentações para habilitação dos blocos serão analisadas e publicadas conforme as emissões das aprovações. Os cortejos serão nos períodos pré, durante e pós carnaval, entre os dias 19 de fevereiro e 6 de março.

Carnaval de Rua 2022 em São Paulo depende das aprovações dos órgãos de Saúde que avaliam o cenário epidemiológico da pandemia da Covid-19.

O prazo para que os representantes dos blocos entrassem com o pedido de inscrição começou em 19 de outubro e se encerrou no dia 5 de novembro.

São Paulo Carnaval de Rua 2022

Estudo da Prefeitura de São Paulo sobre o Carnaval de rua na capital paulista identificou que 85% do público fica concentrado em 10% dos eventos. A pesquisa mostra que o número de blocos passou de 200 em 2014 para 644 em 2020, com aumento de 5% ao ano. A quantidade de público acompanhou o aumento e saltou de 200 mil pessoas para 15 milhões no mesmo período.

No levantamento, os blocos foram categorizados em cinco níveis:

  • Nível 1:  Nele, o folião consegue ficar sozinho em uma área de 10 m² e mantém a distância segura de outras pessoas;
  • Nível 2:  cinco pessoas ocupam um espaço de 10 m², o que ainda é considerado tranquilo pela prefeitura;
  • Nível 3:  a situação fica mais complicada, com 20 foliões na mesma área de 10 m²;
  • Nível 4:  40 foliões na mesma área de 10 m²;
  • Nível 5:  60 pessoas a cada 10 m², ou seja, seis pessoas por m², o que é praticamente um colado no outro.

Baseado no estudo a Prefeitura de São Paulo quer organizar melhor os trajetos e bolsões, e a quantidade de grades, banheiros químicos, segurança e tendas de saúde e ambulância.

O secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido, reconheceu em coletiva de imprensa que é impossível o monitoramento de não vacinados contra o coronavírus em eventos da magnitude do Carnaval de rua. “Um evento de massa como esse, com 15 milhões de pessoas, evidentemente fica muito difícil ter um controle de apresentação de comprovação vacinal. O que nós temos é o avanço do processo de vacinação”, disse o secretário.


Carnaval 2020

O Carnaval de Rua 2020 em São Paulo atraiu público de 15 milhões de pessoas e movimentou cerca de R$ 2,75 bilhões na economia da cidade. Somados aos R$ 227 milhões movimentados pelo Carnaval no Sambódromo o total chegou a R$ 2,97 bilhões. Foram 678 desfiles ocorridos nas ruas da capital paulista, desde o pré-carnaval (dias 15 e 16 de fevereiro) até o pós-carnaval (29 de fevereiro e 1º março). Os dados são da Prefeitura de São Paulo, por meio de pesquisa realizada pelo Observatório do Turismo. Os números superam o do carnaval de rua de 2019, que registrou público de 14 milhões de pessoas e movimentação econômica de R$ 2,1 bilhões. O crescimento econômico foi de R$ 650 milhões, ou seja, 31% a mais que em 2019. A nota média do público para o evento foi de 8,97.


Publicação com apoio do site Temporada Verão