Outubro Rosa : previna-se contra o câncer de mama

Outubro Rosa cancer de mama

Outubro Rosa : câncer de mama

Ginecologista e obstetra Vamberto Maia comenta números e prevenção do câncer de mama
.
Em outubro, realiza-se uma importante campanha de conscientização sobre o diagnostico precoce de câncer nas mulheres. O “Outubro Rosa” surgiu em 1990 na primeira Corrida pela Cura (Nova York) e se espalhou pelo mundo. O câncer deixou de ser a doença temida, mas muito se deve ao aumento de diagnósticos precoces e melhores terapias e tratamentos. Contudo calcula-se que em pouco mais de 15 anos a doença se tornará a principal causa de mortes no Brasil. A explicação para este crescimento está na maior exposição dos indivíduos a fatores de risco cancerígenos. O câncer constitui, assim, problema de saúde pública para o mundo cuja soma de casos novos diagnosticados a cresce a cada ano, segundo a Organização Pan-Americana da Saúde – OPAS.

No Brasil, a distribuição dos diferentes tipos de câncer sugere uma transição epidemiológica em andamento. Com o recente envelhecimento da população, que projeta o crescimento exponencial de idosos, é possível identificar um aumento expressivo na prevalência do câncer.

Nas mulheres, o de maior destaque é o de mama e o segundo mais frequente no mundo (perde só para o de pulmão). Para se ter uma ideia, foram registrados mais de 52 mil novos casos só no ano passado. Nódulos em estágios iniciais são de ótimos resultados e menos complicados de tratar.

O segundo tipo mais frequente entre as brasileiras é o do colo do útero, sendo o HPV (vírus transmitido principalmente por meio de relações sexuais) o maior causador. A detecção é feita pelo Papanicolau e pode estar com os dias de reinado contados pela introdução da vacina contra o HPV.

O câncer de pulmão é o terceiro com maior ocorrência entre os homens no Brasil e antigamente era raro nas mulheres. Talvez esta evolução (junto com o de cólon e reto em mulheres acima dos 50 anos) seja o mais claro exemplo de como a mulher “atual” mudou seu estilo de vida e aproximou-se do homem, para o bem ou para o mal.

Não podemos esquecer da tiroide. O tumor nessa glândula, que controla inúmeras funções do metabolismo, é três vezes mais frequente no sexo feminino.

Esta perspectiva deixa clara a necessidade de grande investimento na promoção de saúde, na busca da modificação dos padrões de exposição aos fatores de risco para o câncer.

A prevenção e estilo de vida são a chave para uma mudança nesse panorama. Se você tomar esses cuidados, vai diminuir as chances de ter um tumor.

Dicas de como prevenir o câncer

· Não fume

· Tenha uma alimentação saudável

· Mantenha o peso corporal adequado. Pratique atividades físicas diariamente.

· Amamente.

· Faça o exame Papanicloau e vacine contra o HPV as meninas de 9 a 13 anos.

· Evite a ingestão de bebidas alcoólicas

· Evite a exposição ao sol entre 10h e 16h, e use sempre proteção adequada, como chapéu, barraca e protetor solar, inclusive nos lábios.

Booking.com