Expointer 2018 : Açougue do Futuro oferece carne de qualidade com conteúdo e informação ao consumidor

Expointer 2018 Acougue do Futuro
Expointer 2018 – Açougue do Futuro – Foto Sebrae /RS

Feira Expointer 2018

O Sebrae RS e Embrapa RS apresentam no Salão do Empreendedor na Expointer 2018, uma experiência inédita para os consumidores de carne. O ‘Açougue do Futuro’ leva ao consumidor conteúdo e informação sobre a carne escolhida. Através de QR Code impresso na embalagem ou no expositor para carnes / balcão frigorífico, o comprador pode verificar em tela de tv ou celular, o nome e foto do produtor ; tipo de carne; alimentação, confinamento e idade do animal; entre outras informações básicas da criação. Junto ao local de exposição, o consumidor poderá também imprimir receitas e harmonizações com o corte escolhido.

Experiência diferenciada de consumo
A proposta principal é fazer uma conexão de quem consome carne com o produto, oferecendo conteúdo que possibilite reconhecer as características da produção. “A proposta visa agregar valor ao produto transformando o ato de comprar carne. É muito mais que um ato para nutrição e consumo de um alimento. É consumir uma carne, sabendo a história, a tradição, a composição botânica do Pampa ou dos Campos de Cima da Serra, seus produtores e atributos que possibilitem uma experiência diferenciada de consumo”, evidenciou Roberto Grecellé, coordenador estadual de pecuária de corte do SEBRAE RS.

Maior rentabilidade
Além do consumidor, o produtor também é beneficiado, através do valor agregado, gerando maior rentabilidade para seu negócio.

Inspiração
“A ideia surgiu 4 anos atrás em uma experiência na cidade de Dijon na França, quando num pequeno supermercado no interior francês, uma associação de produtores locais que comercializavam suas carnes buscava um vínculo com os consumidores publicando os rostos dos produtores , celular, nome da Fazenda e um convite para visitar e conhecer a produção de carnes. Na hora, percebi, isso serve para o Rio Grande do Sul, principalmente para produtores rurais que tenham condições de produzir carne com qualidade e produzir conteúdo e informação sobre sua criação”, contou Roberto Grecellé.

Informação e conteúdo
“Nós não podemos bombardear o consumidor com informações. Há informações que são muito técnicas que o consumidor não precisa receber. O consumidor precisa saber o principal, o básico : de onde vem a carne, de que forma foi produzida, os animais foram respeitados, qual é o município, quem são os produtores, há famílias, tem mão de obra escrava, tem mão de obra infantil, os produtores vivem com saúde, passa por uma indústria idônea, passa por empregos formais e se arrecada imposto. São estas as questões que o consumidor precisa saber de carne produzida com qualidade”, descreveu. “É uma responsabilidade que a carne de qualidade tem e que o Rio Grande do Sul oferece uma uma condição única para fazer isso”, afirmou o coordenador.

Potencial da carne gaúcha
A carne produzida no Rio Grande do Sul se diferencia do resto do país e tem potencial de criar uma nova experiência de consumo. “Nós temos alguns elementos de diferenciação que encontramos com mais predominância no Rio Grande do Sul. Quem olha para o Rio Grande do Sul enxerga um Estado produtor de carne. Agropecuária está na cultura do gaúcho. como futebol está para o brasileiro. Nós somos o único Estado que possui o bioma pampa, somos o Estado que possui o maior rebanho de raças de origem britânica, animais que produzem carne de alta qualidade. Então, se pegarmos estes elementos e mais outros, a gente chega num produto que é diferente, único, o melhor, a gente deixa para o consumidor avaliar”, disse.

Implantação
“Estamos repercutindo o projeto para o varejo e captando interessados com intuito de implantar a partir de agora”, concluiu.

Expointer
A feira agropecuária acontece de 25 de agosto a 2 de setembro de 2018, no Parque de Exposições Assis Brasil – BR 116, Km 13 – Esteio (RS), tem por objetivo promover o setor agropecuário nacional e seu potencial de inovação e pesquisa tecnológica, visando uso equilibrado e otimizado dos espaços de terra produtiva, em nosso país e fora dele. A programação reúne julgamentos, leilões, provas, oficinas, aulas, e shows musicais. Este ano, são 6.064 animais inscritos na feira. São 151 raças de gado de leite e de corte, cavalos, ovelhas, búfalos, aves, coelhos e outros animais de pequeno porte. Serão 285 expositores de agricultura familiar e 135 de maquinários e expositores agrícolas, entre outros produtores. Em 2017, foram comercializados R$ 1,9 bilhões em máquinas e implementos agrícolas, quase R$ 3 milhões em agricultura familiar, R$ 10 milhões em animais e R$ 1,1 milhão em artesanato.

Ingressos Expointer 2018
:: Pedestre: R$ 13,00
:: Estudante: R$ 6,00
:: Idoso: R$ 6,00 (a partir dos 65 anos a entrada é gratuita)
:: Crianças: até 6 anos têm acesso livre se acompanhadas
:: Estacionamento: R$ 32,00 por veículo (com direito ao ingresso do motorista)
O número de vagas de estacionamento na área foi ampliado. Serão mais 2 mil vagas com calçamento, ampliando a capacidade do parque para 12 mil carros.

Fabio Juchen editor do site sortimentos.com
Fabio Juchen editor do site sortimentos.com

Expointer no Sortimentos

A cobertura da Expointer conta com boletins diários produzidos pelo editor Fábio Juchen com apoio da BCS Automação para Feiras e Eventos

.