saude-envelhecer-bem-com-saude-sortimentos-foto-reproducao-internet-600x350-1
Psicóloga explica como cada pessoa tem uma percepção diferente da chegada da terceira idade

O processo de envelhecimento, assim como em qualquer período da vida, afeta cada pessoa de maneira diferente. Por mais que a mídia tenha investido na tendência a uma velhice mais ativa, este modo de chegar à terceira idade não é unicamente uma disposição de espírito, mas resultado de como o indivíduo encara todo o processo, com seus pontos fracos e fortes. O resultado influencia no modo como as pessoas se vêem quando estão mais idosas.

É crescente o número de idosos que procuram a ajuda de profissionais da psicologia para a superação de problemas. Este fenômeno serve para mostrar o quanto a forma que a velhice vem sendo encarada mudou e, ainda as possibilidades de quem está neste período da vida.

Com o intuito de ajudar aos que vivem as questões existenciais da terceira idade, o Centro Paulista de Apoio aos Aposentados e Servidores Públicos (CEPAASP), entrou em parceria com o Grupo Acolher, que presta assistência psicológica para os seus associados. De acordo com a Dra. e psicóloga do Centro, Simone Matias, são diversas as causas para o atendimento dos idosos: problemas de relacionamento, episódios de depressão e até questões ligadas à sexualidade integram a lista de questões pessoais onde o auxílio do profissional de psicologia é fundamental.

“Como em qualquer fase da vida, a velhice exige mudanças e adaptações também com ganhos e perdas. No nosso imaginário surge uma série de idéias e crenças que precisam ser desmistificadas”, declara a especialista.

Para a Drª. Simone Matias, o correto é se pensar nas mais variadas condições em que os idosos podem estar passando. Ela afirma que as condições psicológicas, biológicas e sociais de cada indivíduo influenciam na necessidade de ajuda dele.

“O chamado ‘envelhecer bem’ depende, antes de tudo, de um delicado equilíbrio entre as perdas e os ganhos de cada um em seu processo de envelhecimento. Cada fase de nossa vida nos impõe seus desafios a serem cumpridos e isso não é diferente na velhice”, finaliza Simone.

Foto: Reprodução internet