Arquitetas Karine Espírito Santo e Carine Rocha criam Adega sofisticada e intimista

Projeto Adega das Arquitetas Karine Espirito Santo e Carine Rocha - Foto Ricardo Lima

As arquitetas Karine Espírito Santo e Carine Rocha, apresentam projeto da Adega. Sofisticado e intimista, o ambiente de 36m² foi inspirado nas formas, texturas e cores que remetem ao universo do vinho, tendo sido criado para atender todas as necessidades de uma tradicional adega brasileira. Predominantemente nos tons de marrom, cinza e bronze, a adega traz a ampla utilização de elementos como madeira, vidro, pedra, tecido e couro, que fazem alusão a atmosfera do vinho. Tais materiais, porém, foram utilizados com acabamentos mais finos e requintados, fugindo do estereótipo de rusticidade das adegas tradicionais. Ao acessar o espaço, o visitante logo se depara com um ambiente elegante de iluminação difusa e elegante.

Projeto Adega Arquitetas Karine Espirito Santo e Carine Rocha - Foto Ricardo Lima

À esquerda, as arquitetas empregaram um painel de tecido matelassado – feito com módulos que remetem ao formado da garrafa e taça de vinho – e iluminado com pontos de LED, criando um cenário de noite estrelada. Ao fundo é possível visualizar o nobre painel de mármore iluminado e, à frente dele, a mesa de espelho com base inclinada que reflete o piso, transmitindo a sensação de continuidade do mesmo, enquanto que, acima da mesa, imponentes pendentes de cristais italianos dão mais charme à ambientação. À direita está localizada a garrafeira de vidro iluminada com fita de LED que utiliza um premiado sistema belga de armazenamento de vinhos, e atrás dela, o espelho bronze que orna e amplia o ambiente. Além de manter as garrafas no ângulo correto, a garrafeira permiti que somente a garrafa de interesse seja manuseada. O teto escuro com trabalho de gesso nas laterais e o piso flutuante de madeira garantem a atmosfera das tradicionais adegas sem perder a proposta de sofisticação e de requinte.

MOBILIÁRIO
O mobiliário do espaço, por sua vez, é caracterizado pelo uso de peças de design, incluindo sofás Ralph Lauren de couro envelhecido marrom e tachas; banco rústico Júnia de madeira com pés de ferro usado como mesa de centro; seis delicadas cadeiras Prima, assinadas pelo designer Jáder Almeida, que atendem a mesa de espelho; e duas poltronas Soho de design arrojado com pés de aço laqueado e confeccionadas em veludo na cor Bordeaux especialmente para a mostra.

ÁREA EXTERNA
Na área externa, o destaque fica por conta das quatro poltronas de couro envelhecido e tachas dos anos 1940 e das mesas pretas com tampos de pau ferro projetadas pelo célebre designer finlandês Eero Saarinen. Destacam-se o uso do matelassê (tecido bastante usado por grifes como Chanel e Dior), além do couro, veludo e tachas; dos pontos de LEDs do painel matelassado, que remetem ao brilho do strass; e dos cristais e ônix bastante empregados na elaboração de joias e adereços. O piso é revestido por um laminado com visual e textura de madeira, criando uma atmosfera de aconchego. A iluminação, por sua vez, é difusa e suave, garantindo um cenário sóbrio e intimista onde o cliente sente-se confortavelmente acomodado para a degustação e apreciação da bebida.

O projeto foi apresentado na Casa Cor Goiás.

Fotos : Ricardo Lima