Virada Sustentável Porto Alegre acontecerá de 06 a 08 de abril de 2018


A terceira edição da Virada Sustentável Porto Alegre está prevista para acontecer no mês de abril, em diversos locais da capital gaúcha

De 06 a 08 de abril de 2018, a cidade de Porto Alegre vai receber a 3ª terceira edição da Virada Sustentável. Abordando temas como redução das desigualdades sociais, educação de qualidade, cidades sustentáveis, consumo responsável, água potável e saneamento, paz, justiça e instituições eficazes, e colaboratividade, o festival reúne diversas atrações e atividades que serão realizadas simultaneamente em diferentes locais e em cinco Ecopontos principais da Capital Gaúcha: a Casa de Cultura Mario Quintana, a Associação Cultural Vila Flores, o Parque da Redenção, a Unisinos – campus Porto Alegre e o SESC Campestre. Todas as atividades são gratuitas e abertas ao público.

A programação está em definição. A intenção é abrir para a comunidade construir a programação do evento em conjunto com a organização, de forma colaborativa e democrática. Podem participar artistas, oficineiros, palestrantes, organizações, fundações, movimentos, coletivos, escolas, faculdades e equipamentos culturais.

Objetivos do Desenvolvimento Sustentável

As realizações da Virada Sustentável em todo o Brasil são inspiradas pelos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) definidos pela ONU. Esses objetivos representam hoje a melhor tradução do que é a sustentabilidade, trazendo esse conceito de forma clara para a sociedade e revelando sua natureza transversal nas mais diversas áreas do conhecimento humano.

Temas de 2018

Cada tema da Virada Porto Alegre 2018 está relacionado com um ou mais objetivos do desenvolvimento sustentável da ONU e foram escolhidos colaborativamente com o Conselho Consultivo do festival, composto por representantes de diversos setores da cidade de Porto Alegre.

ODS 1 – ERRADICAÇÃO DA POBREZA e ODS 10 – REDUÇÃO DAS DESIGUALDADES – Palavras-chave: cidadãos invisíveis, desigualdade econômica, violência, falta de diálogo.

ODS 4 – EDUCAÇÃO DE QUALIDADE – Palavras-chave: educação básica, educação para protagonismo, autoconhecimento, formação de cidadão ativos e responsáveis, educação para desenvolvimento sustentável, educação superior, cursos de extensão, cursos/escolas alternativas.

ODS 11 – CIDADES E COMUNIDADE SUSTENTÁVEIS – Palavras-chave: Ciclovias, parques, árvores.

ODS 12 – CONSUMO E PRODUÇÃO RESPONSÁVEIS – Palavras-chave: Empreendedores, feiras, brechós, orgânicos, etc.

ODS 14 – VIDA NA ÁGUA e ODS 6 – ÁGUA POTÁVEL E SANEAMENTO – Palavras-chave: arroios, rios, delta do jacuí, esgoto, nascentes e orla do guaíba.

ODS 16 – PAZ, JUSTIÇA E INSTITUIÇÕES EFICAZES – Palavras-chave: violência, corrupção, instituições públicas ineficazes e injustiça.

ODS 17 – PARCERIAS E MEIOS DE IMPLEMENTAÇÃO – Palavras-chave: lideranças ambientais históricas; habilidade de estabelecer redes.

-- --