Vendas da Toyota do Brasil crescem no primeiro trimestre de 2016

Etios cross toyota carros Etios toyota veiculos toyota automoveis Etios toyota

A Toyota do Brasil encerrou o primeiro trimestre de 2016 com vendas de 41.398 unidades, o que representa um crescimento de 1% em comparação com o mesmo período do ano passado, quando a fabricante de automóveis registrou 41.055 unidades comercializadas no mercado interno.

O resultado se torna ainda mais expressivo quando considerado o resultado total da indústria, que retraiu 28,6% nos três primeiros meses do ano, fazendo com que a participação de mercado da Toyota registrasse a expressiva marca de 8,6%.

O maior destaque foi o Etios, que na soma das carrocerias hatchback e sedã vendeu, de janeiro a março 14.929 unidades, 12% mais que as 13.279 unidades negociadas nos mesmos meses de 2015.

O Corolla também registrou uma alta de 4% em suas vendas no mesmo comparativo. Foram 15.222 unidades comercializadas no acumulado de 2016, contra 14.598 unidades vendidas em igual período de 2015. Dentro do segmento de sedãs médios nacional, o Corolla segue líder absoluto com a expressiva marca de 37% de participação.

A nova Hilux, ainda em fase de aumento da produção pós lançamento em novembro do ano passado, vendeu 8.528 unidades no trimestre, o suficiente para assumir a liderança total do seu segmento, computando mais unidades comercializadas que a soma das segunda e terceira colocadas.

A recém-lançada SW4, em sua nova geração, também retomou a liderança em seu segmento ao emplacar 2.062 novos veículos, conquistando quase a metade do mercado total de utilitários esportivos médios vendidos no Brasil, com 44% de market share.

Os resultados obtidos pela Toyota do Brasil no início deste ano devem-se, principalmente, ao esforço contínuo da companhia na busca pela eficiência operacional e uma política focada na redução drástica dos custos, imprescindíveis para manter estabilidade no atual cenário econômico brasileiro.

“Estou orgulhoso de todo o time da Toyota do Brasil, fornecedores e nossa rede de concessionárias. Também somos verdadeiramente gratos aos nossos consumidores e reafirmamos que eles sempre serão nossa prioridade. Assim, a Toyota do Brasil continuará fazendo todos os esforços para manter a sua competitividade e estabilidade, mesmo em meio a um cenário desfavorável de mercado e uma taxa de câmbio negativa. Manteremos a aplicação da filosofia de melhoria contínua, a fim de aprimorar ainda mais os nossos processos e produtos, além de manter uma consistente política de redução de custos, visando acima de tudo o crescimento sustentável de nossas operações”, afirma Steve St. Angelo, CEO da Toyota para América Latina e Caribe e Chairman da Toyota do Brasil.

-- --