Turismo – Viagem com pets exige cuidados especiais

Turismo Viagem pets cuidados

Com uma população de mais de 75 milhões de cães e gatos no Brasil – segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) – a prática de levar os animais de estimação em viagens aéreas é cada vez mais recorrente. O voo com os bichinhos, no entanto, exige planejamento antes do embarque para garantir o conforto e segurança do animal, já que o seu transporte depende do porte, da raça e das regras específicas de cada companhia.

A norma geral diz que o dono entre em contato com a companhia aérea pelo menos 24 horas antes do embarque para informar que vai viajar com um animal de estimação. A recomendação, porém, é que este informe seja feito antes, pois há limites no número de pets transportados por voo. É preciso aguardar pela confirmação da empresa e estar ciente de que elas cobram uma taxa por esse serviço.

Nos voos domésticos, é preciso um atestado de saúde emitido por veterinário até 10 dias antes da viagem e carteira de vacinação atualizada. Como o atestado de saúde tem data de validade, é preciso verificar a necessidade de fazer um novo para a volta, de acordo com o período de permanência no local.

Para embarcar, o passageiro deve providenciar uma caixa de transporte para o bichinho, também conhecida como kennel, de tamanho suficiente para que o animal seja capaz de dar uma volta inteira em volta do próprio corpo, e que possua compartimento de água e comida, além de forração para evitar sujeira no bagageiro da aeronave. O ideal é que a caixa seja adquirida em lojas especializadas.

Para outros tipos de animais, é preciso um documento oficial de trânsito intraestadual e interestadual, chamado Guia de Trânsito Animal (GTA), que é emitido pelo Ministério da Agricultura, por meio dos órgãos de defesa sanitária de cada estado.

Viagens Internacionais

Em viagens para o exterior, é preciso verificar se a espécie do animal é aceita no país, a documentação e as vacinas exigidas para cada destino, além da obtenção do Certificado Zoossanitário Internacional (CZI), que é emitido pela Vigilância Agropecuária (Vigiagro) em unidades nos próprios aeroportos. O documento leva, em média, 48 horas para ficar pronto.

Cães-Guia

Para o embarque com cães-guia ou cães de acompanhamento, as regras para transporte de animais domésticos não se aplicam. Esses animais são especialmente treinados para viajar de avião e podem voar ao lado de seus proprietários, fora do kennel.

-- --