Thais Zimmermann e Luiz Fernando Zanoni criam ambiente Office Urbano na Casa Cor Santa Catarina

Thais-Zimmermann-Luiz-Fernando-Zanoni-ambiente-Office-Urbano-Casa-Cor-Santa-Catarina-1
Com o desafio de fazer do Office Urbano a sede do escritório da ARCHDESIGN STUDIO, durante a Casa Cor Santa Catariana, o casal de arquitetos, Thais Zimmermann e Luiz Fernando Zanoni, assina projeto que estimula a mobilidade urbana ao propor o uso da bicicleta. Os profissionais, que homenageiam Florianópolis nesta edição , investiram na forma mais pura da construção, decorando o ambiente com peças de artistas plásticos regionais, ecléticos e contemporâneos.

O Office Urbano de 80 metros quadrados traduz a linguagem do Studio, ao remeter os conceitos contemporâneo e moderno, característicos do trabalho dos arquitetos. Acabamentos em tijolo de demolição e cimento queimado dão um toque mais urbano ao ambiente, que ainda possui uma bicicleta dobrável para uso da equipe do escritório. A ideia dos profissionais foi propor uma alternativa criativa e simples para a mobilidade urbana em Florianópolis.

Thais-Zimmermann-Luiz-Fernando-Zanoni-ambiente-Office-Urbano-Casa-Cor-Santa-Catarina-2

 

Para compor o ambiente, o piso recebeu acabamento em porcelanato nas medidas 120x60mm, no padrão cimento queimado. Já no teto, a opção foi o gesso, enquanto duas paredes do ambiente foram trabalhadas com Ecobrick, da Santa Luzia, no tom cobre, além de outras duas com efeito em concreto azul. A dupla também escolheu quadros do artista plástico e arquiteto Bruno Barbi e esculturas da galeria de arte Helena Neckel para dar um ar regional e eclético na produção.

Por se tratar de um projeto office, o mobiliário escolhido foi corporativo, fornecido pelo parceiro JZiliotto Móveis Corporativos Planejados. No entanto, o que chama atenção são as cadeiras com design internacional, mesas de trabalho brancas com detalhes em azul, além de uma opção de mesa em madeira natural para reuniões.

Thais e Luiz Fernando que participam da Casa Cor Santa Catarina há três edições ressaltam a importância da mostra como termômetro do próprio trabalho. “Através da presença no evento conseguimos medir como nosso trabalho é aceito pelos visitantes e com isso recebemos imediatamente um feedback do interesse e qualidade do projeto apresentado”, avalia o casal.