Clínico Geral alerta : “sentir-se sempre cansado não é normal”

Cansada - Triste - Pensativa

Síndrome da Fadiga Crônica

Sentir cansaço após um dia cheio é comum, ainda mais em tempos agitados em que tudo é vivido intensamente devido a correria do dia a dia. Mas se mesmo com um sono reparador ele persiste, pode indicar que o motivo não é apenas a falta de tempo para descansar.

Segundo Heitor Lagos, Clínico Geral do Hospital Nossa Senhora das Graças (HNSG), sentir-se sempre cansado não é normal. “A sensação de cansaço que persiste por duas a três semanas ou que se repete todo mês deve ser motivo para procurar um profissional médico”, orienta.

O especialista explica que o cansaço persistente pode ser muito mais do que apenas excesso de atividades e preocupações. “As principais doenças relacionadas com o cansaço são depressão, anemia, hipotireoidismo e outros distúrbios endocrinológicos como diabetes, insônia, distúrbios reumáticos, hepatopatias, doenças renais, pulmonares e insuficiência cardíaca”, diz.

Ao identificar o cansaço frequente é aconselhado observar se existem outros sintomas associados e buscar auxílio médico para iniciar o tratamento adequado. Na consulta médica o médico fará uma pesquisa através de uma investigação para definir a causa que está por trás desse sintoma. “Os exames geralmente necessários para investigar são exames de laboratório como hemograma, teste de glicemia, de função hepática, renal e tireoide”, fala o médico.

Para ganhar disposição
O cansaço que não tenha como causa uma doença pode ser prevenido com bons hábitos de vida. Procurar ter uma boa noite de sono, uma alimentação saudável, evitar a obesidade e realizar atividade física, são recomendações do especialista. “O uso de vitaminas e suplementos podem ajudar desde que o cansaço não tenha como causa uma outra doença”, destaca.

A alimentação deve ser balanceada e composta de legumes, verduras, frutas, cereais integrais, castanhas e leguminosas. “O tipo de alimentação pode piorar o cansaço se for baseada em gorduras saturadas, presentes em carnes e embutidos, e em alimentos processados com excesso de açúcar ou de sal”, enfatiza. Lagos avalia que geralmente os alimentos que dão energia, desde que consumidos em quantidades corretas, são os carboidratos. “Os nutrientes estão presente em massas, pães, tubérculos e arroz, e nas gorduras insaturadas, como azeite de oliva e castanhas”, diz. Já os alimentos de origem vegetal são digeridos mais rapidamente e fornecem antioxidantes que revitalizam as células e ajudam a criar uma flora intestinal mais saudável.

Síndrome da Fadiga Crônica

A síndrome da fadiga crônica, ainda pouco conhecida, possui como sintomas além do cansaço, dores constantes, distúrbios gastrointestinais, infecções recorrentes e dificuldade de concentração. Como a doença apresenta sintomas que se aplicam também a outras enfermidades, o diagnóstico definitivo é feito por eliminação. “Recomenda-se muita cautela aos pacientes e médicos para antes que se rotule alguém como tendo esse quadro”, ressalta. “Em geral o tratamento da síndrome é realizado com antidepressivos e mudanças de estilo de vida com prática de atividade física, psicoterapia e meditação”, finaliza.

Possíveis causas daquele cansaço que não passa

::> Depressão – Um dos sintomas mais clássicos da depressão é o cansaço crônico e a falta de vontade de viver.

::> Distúrbios hormonais – O descontrole hormonal pode acontecer em qualquer faixa etária. É comum pacientes chegarem ao consultório com queixa de depressão, tristeza e cansaço, o que mascara os sintomas da disfunção hormonal.

::> Diabetes – Um dos sintomas do diabetes é o cansaço. Isso acontece pela incapacidade das células receberem glicose, principal fonte de energia das células e combustível do organismo.

::> Deficiências Nutricionais – Deficiência de ferro, cálcio, magnésio, potássio, fósforo e vitaminas B12, D e C provocam cansaço. A deficiência de ferro causa a anemia ferropriva, que dificulta a oxigenação do sangue.

::> Estresse Crônico – O estresse tem três fases: alerta, resistência, exaustão. A primeira fase é

boa, pois mantém a pessoa em estado de alerta. Porém, se o estresse continua, ele avança, provoca cansaço e dificuldade em memorizar as coisas.

::> Má qualidade do sono – Os problemas mais frequentes, que pioram a qualidade do sono e aumenta o cansaço, são a apneia do sono e a insônia.

Dicas para você se sentir menos cansado
::> Faça atividade física – Quando a pessoa está cansada, a última coisa que ela quer é fazer atividade física. Mas é importante fazer um esforço, ao contrário do que as pessoas pensam o exercício aumenta a sensação de disposição e o sedentarismo só acentua o cansaço.

::> Beba água – Beber pelo menos seis copos de água por dia é uma recomendação unânime entre os médicos, pois aumenta a eficiência das células cerebrais, deixando o cérebro mais alerta e ativo.

::> Tire um tempo para você – Aprenda a equilibrar as horas dedicadas ao trabalho, à família e ao lazer para cuidar também do seu estado emocional, essencial para o bem-estar.