Saúde – Não contém glúten: o cuidado na alimentação para celíacos

saude-intolerancia-gluten-celiacos-sortimentos-foto-reproducao-internet-600x350-1

A rotina de quem convive com restrição alimentar por intolerância ao glúten não é fácil. Isso porque alimentos bem comuns do dia-a-dia, como pães feitos com farinha de trigo, cevada e centeio, massas, bolos, bolachas e biscoitos são feitos com glúten, o que representa sérios riscos para o organismo de portadores da doença celíaca.

Os cuidados não param por aí. Bebidas como a cerveja, molhos, queijos, condimentos, salgadinhos e até mesmo alguns remédios devem ter o rótulo observado para evitar complicações. “O celíaco quando ingere glúten começa a ter alterações gastrointestinais, aftas, inchaços, anemia, cansaço, fadiga excessiva, perda de peso”, afirma Marlise Stefani, nutricionista e diretora da Nutritécnica.

O diagnóstico da doença celíaca deve ser feito por médico, geralmente gastroenterologistas, através de exames laboratoriais, confirmados com exames por imagem e biópsia.

E não tem jeito, a primeira grande opção é a exclusão do trigo, centeio, cevada e aveia da dieta. “”É uma doença grave e que deve ser controlada pela alimentação regrada, com restrição total a alguns alimentos””, reitera Marlise.

Foto: Reprodução Internet

-- --