Rio Moda Rio – Exportações da cadeia produtiva da moda do Rio de Janeiro somaram US$ 93,6 milhões em 2015, diz Firjan

Desfiles Rio Moda Rio - Fotos Agência FotoSIte
Desfiles Rio Moda Rio – Fotos Agência FotoSIte

As exportações da cadeia produtiva da moda do Rio de Janeiro somaram US$ 93,6 milhões em 2015, colocando o estado entre os destaques de vendas internacionais do setor, segundo dados divulgados na quarta-feira (15.06.16) pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) durante o evento Rio Moda Rio, no Píer Mauá.

“O Rio de Janeiro participou com quase 11% das exportações do setor de confecções do Brasil em 2015 e tem um destaque forte para a questão do preço médio”, destacou a especialista em comércio exterior da Firjan, Cláudia Teixeira dos Santos. “Levando em consideração a retração do mercado interno, as exportações se tornam ainda mais importantes”, analisou.

Criado para substituir o antigo Fashion Rio, o evento Rio Moda Rio quer impulsionar o setor de moda do estado e trazer um novo fôlego para as empresas que querem diversificar os mercados compradores e precisam superar restrições no mercado doméstico. A programação, que vai até sábado (18.06.16), inclui desfiles, mesas de negócios e programação cultural.

Segundo a especialista da Firjan, o preço médio por quilo exportado do setor de confecção fluminense foi de US$ 61 no ano passado, ante US$ 34,2 do preço médio nacional.

Mercados

O principal destino das exportações de moda fluminense são os Estados Unidos, para os quais são vendidos produtos valorizados, segundo Cláudia. “É uma moda que tem valor agregado alto, de US$ 91 o quilo”, comparou. A maior parte das exportações do Rio de Janeiro para o mercado norte-americano é formada por moda feminina, com destaque para itens de moda praia. O estado respondeu por 56% das exportações de moda praia do Brasil em 2015.

De acordo com Cláudia, enquanto as exportações brasileiras de moda praia caíram 18% nos últimos cinco anos, as do Rio de Janeiro cresceram 18% no período, somando US$ 5,4 milhões em vendas no ano passado. “De fato, é um segmento que impulsiona a moda fluminense. É um destaque entre os nossos produtos”.

Entre as explicações para os resultados do mercado fluminense no setor, a especialista da Firjan citou a qualidade elevada, criatividade e design.

Além de mercados consumidores tradicionais, como Estados Unidos, Colômbia e China, a Firjan também registrou aumento das exportações de moda praia fluminense para países árabes, como Emirados Árabes e Líbano, com crescimento de 448% e 74%, respectivamente, nos últimos cinco anos. “É um novo nicho de mercado específico, para produtos de preços altos”.

Países considerados expoentes da moda, como França e Japão, também são consumidores da moda praia fluminense, segundo a Firjan. A França, por exemplo, aumentou as compras de moda praia do Rio de Janeiro nos últimos cinco anos em 171%. “A gente tem condições de ampliar ainda mais”, disse a especialista em comércio exterior.

-- --