Primavera pode provocar problemas respiratórios

Doencas respiratorias gripe espirro

Cuidados com a Saúde

A primavera chegou e é na estação mais colorida do ano que as alergias respiratórias podem surgir ou até mesmo piorar. Segundo a otorrinolaringologista do Hospital Nossa Senhora das Graças, Jemima Hirata, na fase da polinização das flores as partículas de pólen ficam acumuladas no ar e quando em contato com a mucosa das vias respiratórias, principalmente nos pacientes alérgicos, essas partículas desencadeiam um processo alérgico. “Este processo geralmente se inicia com sintomas nasais, com prurido, espirros, coriza e congestão. Em seguida evolui para os olhos e garganta, com inchaço nos olhos, e irritação na garganta”, explica.

Para evitar que as crises alérgicas aconteçam, nesta época do ano, é importante cuidar do ambiente e do organismo. “No ambiente, devemos manter tudo bem higienizado com panos úmidos. Evitar varrer o chão e espanar o pó, pois isso espalha as partículas irritantes. Além disso, guardar ursos de pelúcia, tapetes, cortinas, evitar deixar a roupa secando próximo a árvores e, se o clima estiver seco, manter um recipiente com água para melhorar a umidade do ar”, orienta a médica.

A dica da especialista é ingerir bastante líquido, realizar sempre que possível a lavagem nasal com soro fisiológico para remover as partículas da mucosa, e manter uma dieta saudável. “Sem o devido cuidado os sintomas como prurido, espirros, coriza e congestão podem se agravar, evoluindo para crises de asma, que requerem mais atenção e cuidados”, diz a médica.

Gripe, resfriado ou alergia?

De acordo com a otorrinolaringologista, muitas vezes as pessoas têm dificuldade de diferenciar os quadros alérgicos das gripes e resfriados. Em algumas situações são mesmo semelhantes, mas alguns fatores ajudam nessa diferenciação. “Um quadro de resfriado geralmente se instala mais lentamente, levando um ou dois dias para os sintomas irem piorando, e podemos ter dores no corpo, na garganta e até febre, o que não ocorre nas alergias. O quadro alérgico costuma ser mais repentino. Além disso, os sintomas da gripe e resfriado geralmente duram de 7 a 10 dias, já os quadros alérgicos persistem enquanto durar a exposição ao fator irritante”, esclarece.

Mas vale ressaltar que procurar ajuda médica é a melhor saída para ambos os problemas. “Se os sintomas não melhorarem, o ideal é agendar uma consulta com seu médico para realizar o tratamento adequado para cada caso”, finaliza.

.