Porto Alegre – Dois grandes nomes da música brasileira recebem homenagem no Theatro São Pedro

POA v_circuito_bndes-1

 

Idealizado e dirigido pela cravista e pesquisadora Rosana Lanzelotte, o Circuito BNDES Musica Brasilis comemora cinco anos em 2014. O projeto é a única série de espetáculos multimídia voltados exclusivamente para os repertórios brasileiros de todos os tempos e gêneros. As apresentações deste ano homenageiam dois grandes nomes da música brasileira, injustamente esquecidos após a Semana de Arte Moderna. O primeiro é Alberto Nepomuceno, considerado o “pai do nacionalismo”, lembrado pelos 150 anos de nascimento. O segundo é Glauco Velasquez, falecido há 100 anos, um dos mais talentosos compositores brasileiros, cujo gênio foi comparado ao de Villa-Lobos.

 

Ao longo de dois meses, serão realizadas apresentações em Porto Alegre, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Fortaleza, terra natal de Nepomuceno. O minucioso trabalho de recuperação das partituras das músicas que compõem o repertório foi realizado pelo Instituto Musica Brasilis, que disponibilizará o material digitalizado para download em seu portal até o final do ano. As obras serão revividas por Clara Sverner, Rosana Lamosa, José Staneck, Orquestra Petrobras Sinfônica, regida por Felipe Prazeres, e Orquestra Sinfônica da Universidade do Ceará, regida por Alfredo Barros. Em Porto Alegre/RS, a apresentação acontece no dia 19 de agosto de 2014, às 21h, no Theatro São Pedro (Praça Mal. Deodoro, S/N – Centro Histórico). Os valores dos ingressos variam de R4 20 a R$ 50.

 

POA v_circuito_bndes-2

 

“Criei o Musica Brasilis quando percebi o quanto era difícil o acesso a partituras de música brasileira. Ao contrário de outros países, em que tudo ou quase tudo foi editado, no Brasil quase nada foi editado. Até mesmo de Villa-Lobos e Tom Jobim, há diversas obras que continuam em formato manuscrito e, por isso, não são tocadas. O que os músicos não podem tocar, o público não pode conhecer. Vai ficando para trás uma parte importante de nossa cultura.”, explica Rosana Lanzelotte.

 

Os espetáculos se destacam também pelo uso pioneiro de projeções e roteiros que contextualizam os repertórios que transcendem o formato habitual de concertos, como em um show de rock. Este ano, o cenógrafo Hélio Eichbauer preparou projeções baseadas em filmes do pioneiro Humberto Mauro, autor de diversos documentários sobre compositores brasileiros, com animações de Dani Ferrari. As peças musicais serão contextualizadas pelo monólogo idealizado por Rosana Lanzelotte e Beth Ritto, em que Alberto Nepomuceno, interpretado pelo ator Mateus Solano no espetáculo do dia 3/9 no Rio de Janeiro, fala sobre a música e a época. Nos demais espetáculos, outros atores encarnam o compositor.

 

POA v_circuito_bndes-6

 

Mais informações: (51) 3227-5100

-- --