Faturamento das indústrias no polo moveleiro de Bento Gonçalves teve queda no primeiro trimestre de 2017

Industria Moveleira Sindmoveis Bento Goncalves - Foto Jeferson Soldi
Indústria Moveleira – Sindmoveis Bento Goncalves – Foto Jeferson Soldi

O crescimento das exportações no polo moveleiro de Bento Gonçalves no primeiro semestre de 2017 não foi suficiente para frear a queda generalizada no faturamento das indústrias locais. Enquanto as vendas para o mercado externo cresceram 12,7% de janeiro a março, em comparação a igual período do ano passado, o faturamento da indústria moveleira de Bento Gonçalves atingiu R$ 397,59 milhões no primeiro trimestre de 2017 – queda nominal de 10,3% em relação ao mesmo período de 2016.

No Rio Grande do Sul, em contrapartida, os fabricantes de móveis tiveram um faturamento de R$ 1,42 bilhões, crescimento nominal de 0,8% ante o mesmo período do ano de 2016. O presidente do Sindmóveis, Edson Pelicioli, já previa que uma recuperação para o setor devesse iniciar apenas no segundo semestre desse ano e que, ainda assim, será gradual. “Infelizmente, muitas das indústrias não conseguirão atingir patamares anteriores à crise. O Sindmóveis, enquanto entidade representativa, vai reforçar seus investimentos em pesquisa e promoção comercial para busca de novos mercados e oportunidades de atuação para as indústrias associadas – tanto no mercado interno quanto internacional”, pontua.

Esse desempenho negativo do polo moveleiro foi atingido em um cenário de queda de 5,6% na produção moveleira brasileira no primeiro trimestre. O volume de vendas do comércio varejista de móveis caiu 26,5% nos dois primeiros meses do ano em relação ao ano passado, e acumula uma queda de 14,8% na variação acumulada dos últimos 12 meses.

Setor Moveleiro em Bento Gonçalves
Em 2016, somente em Bento Gonçalves, o setor moveleiro faturou R$ 1,81 bilhões entre, aproximadamente, 300 empresas do segmento que geram 6,44 mil empregos. O polo moveleiro na Serra gaúcha representa 31% da indústria moveleira do Rio Grande do Sul e tem uma participação de 45% no faturamento da indústria do município. Dentro da indústria de transformação, a área moveleira é a que mais emprega, sendo significativa para o desenvolvimento econômico e social da cidade.

Setor Moveleiro no RS
O Rio Grande do Sul tem, atualmente, mais de 2,7 mil empresas moveleiras, que respondem por 19% do total de móveis fabricados no Brasil. No ano passado, as indústrias de móveis e colchões faturaram R$ 10 bilhões e exportaram US$ 178,8 milhões. Foram responsáveis pela geração de mais de 38 mil empregos.

Setor Moveleiro no Brasil
Atualmente, existem 20,7 mil indústrias moveleiras no Brasil. Em 2016, faturaram R$ 58,5 bilhões e exportaram US$ 493 milhões para os Estados Unidos da América, Reino Unido, Uruguai, Argentina, Peru e Chile. A meta para 2017 é ampliar as exportações, chegando a US$ 526 milhões.

Feira
A Movelsul 2018 prevista para o período de 12 a 15 de março de 2018 pretende preencher os 57.219 m2 do Fundaparque em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, através da participação de 200 expositores dos segmentos de escritório, cozinha, dormitórios, área de serviço, banho, móveis para jardim, eletros, copas, salas de jantar e estar, tapetes, estofados e colchões. A feira de móveis Movelsul é promovida pelo Sindmóveis de Bento Gonçalves.

-- --