Peça “Sabe Quem Dançou?” faz temporada no Teatro Bruno Kiefer

Espetáculo Sabe Quem Dançou - Foto Divulgação
Espetáculo Sabe Quem Dançou – Foto Divulgação

Com texto de Zeno Wilde, mesmo autor de “Blue Jeans” e “Zero de Conduta”, a peça “Sabe Quem Dançou?” terá apresentações nos dias 15, 16, 22 e 23 de junho de 2016, sempre às 20 horas, no Teatro Bruno Kiefer – Casa de Cultura Mario Quintana ( R. dos Andradas, 736 – Centro Histórico ), em Porto Alegre / RS. Ingressos antecipados à venda na Livraria Bamboletras e Loja Sirius por R$ 20,00 antecipados até a véspera.

O elenco, que conta com a participação dos atores globais, Tiago Homci – próxima novela das sete, Haja Coração – e Kalel de Oliveira, Os Dez Mandamentos, além dos atores Felipe de Barros e Hermes Carpes – Chapa Quente 2016 – narra a história de Madonna, um homem que vive de pequenas contravenções. Ele é receptador de objetos roubados e ao mesmo tempo faz pequenos shows em locais de baixa categoria do seu ídolo: Madonna! O personagem também ampara em sua casa Passarinho, garoto que vive na marginalidade praticando pequenos furtos como forma de retribuir a moradia ao seu tutor. Porém, quando chega um novo hóspede para dividir a moradia, está feita a confusão! Mazolinha, garoto do interior, pobre e desprotegido, também é amparado por Madonna, o que provoca um conflito com Passarinho. Em meio a isso, há a figura do Cabo, autoridade miliciana que extorque dinheiro de Madonna em troca de proteção.

A peça se passa nos dias atuais e traz à tona a corrupção em suas várias formas como pano de fundo. Corrupção de menores, extorsão, suborno, além de outros temas como exclusão social. Mesmo tendo sido escrita no final dos anos 1980, possui personagens, contexto, linguagem e situações que se aplicam perfeitamente aos dias de hoje. A postura realista adotada no espetáculo provoca, além de muito riso, choque e reflexão sobre os tempos em que vivemos.

Sabe Quem Dançou? recebeu o Prêmio “TIMOCHENCO WEHBI” em 1990 como “MELHOR TEXTO” e foi finalista também de “MELHOR TEXTO” no PRÊMIO SHELL em 1991, tendo Clodovil Hernandes como protagonista.