Dilan Camargo é eleito patrono da Feira do Livro de Porto Alegre 2015

 

Dilan Camargo - Feira do Livro de Porto Alegre 2015 - Foto Luis Ventura
O poeta, escritor e compositor Dilan Camargo, 66 anos, foi eleito patrono da Feira do Livro de Porto Alegre 2015. O anúncio foi feito na manhã de quinta-feira (01.10.15), em evento no restaurante Moeda, localizado no Santander Cultural. A Feira vai acontecer de 30 de outubro a 15 de novembro .
Finalista pela segunda vez, o novo patrono agradeceu a indicação e a escolha de seu nome para comandar a festa da literatura na Praça da Alfândega, no Centro Histórico. – “Para mim é como um presente especial que a gente ganha uma vez na vida, mas que vale por uma vida inteira” – disse o escritor, emocionado, antes de receber das mãos de, Airton Ortiz, patrono da 60ª Feira, o troféu símbolo do patronato.
Dilan Camargo é um militante do livro e da literatura. Nasceu em Itaqui e passou a infância e a juventude em Uruguaiana, na fronteira com a Argentina. Desde cedo teve contato com livros e com a produção de jornais. Foi ator de teatro universitário e participou de festivais de música como letrista, o que faz até hoje.

Estreou em livro com a coletânea poética Em Mãos junto com outros poetas, em 1976, e de lá para cá publicou vários outros livros. Sua obra equilibra poemas e trabalhos voltados para crianças, jovens e adultos. É autor do livro de poesia infantil “BrincRIar”, vencedor do Prêmio Açorianos de Literatura de 2008. Em 2014, publicou três livros de poesia infantil: Um caramelo amarelo camarada – indicado ao Prêmio Jabuti, Álbum da Fe-Li-Cidade II e Rimas pra cima. Em 2013, o livro Com afeto e alfabeto foi um dos finalistas do Prêmio Jabuti de Literatura Infantil. Também foi selecionado para a Feira de Bologna, na Itália.

É coautor de sucessos da música nativista, como Pampa Pietá e Pra onde ir?. Ainda organizou antologias da poesia gaúcha contemporânea e uma da poesia crioula rio-grandense.

Na Feira do Livro de Porto Alegre 2015, Dilan Camargo vai relançar dois livros de poesia. Um para adultos e outro para crianças: A fala de Adão, em edição revista e ampliada, e A família Livro.

Além de exercer seu ofício com maestria, o escritor teve papel importante na criação de instituições que atuam na defesa do autor e do resultado do seu trabalho: o livro. Foi fundador e primeiro presidente da Associação Gaúcha de Escritores e membro do Conselho Estadual de Cultura, instituição que também presidiu.

– “É algo que me mantém integrado ao movimento cultural e literário, do qual eu venho participando desde a década de 1970”, afirmou o escritor.

Para o presidente da Câmara Rio-Grandense do Livro (CRL), Marco Cena, a escolha do patrono é o marco inicial da Feira. Cena afirmou que o autor é lembrado – e reconhecido – pelo o que escreve e publica, mas, a partir de agora, todos querem que ele “fale e nos presenteie com suas ideias e posições”. A Feira é o momento oportuno para isto.
– “Quero agradecer àqueles que valorizaram o que é ser patronável. Vocês são os primeiros convidados a entrar na Praça”, disse o presidente da CRL.
O escritor e jornalista Airton Ortiz, patrono da Feira do Livro de 2014, lembrou a importância do papel que seu sucessor acaba de assumir.
“É um momento único, composto de uma multiplicidade de situações. Saí da Feira mais humano do que entrei. Todos vocês aqui serão patronos um dia. Até eu fui, mas demorou tanto que pensei que seria padroeiro”, brincou Airton, referindo-se ao fato de ter sido finalista por dez vezes.

Algumas obras de Dilan Camargo:
:: Bem-vindos ao inferno
:: O man e o brother
:: Poeplano
:: É verdade! É mentira!
:: Álbum da Fe – Li – Cidade
:: Álbum da Fe – Li – Cidade II
:: Com Afeto e Alfabeto
:: Diário sem data de uma gata
:: BrincRIar
:: O Embrulho do Getúlio

Como foi feita a seleção
A escolha do patrono foi realizada em duas etapas. Primeiro, a Câmara Rio-Grandense do Livro promoveu uma votação entre seus associados, para a escolha dos patronáveis. Na segunda votação participam, o conselho integrado por patronos de edições anteriores da Feira, ex-presidentes e associados da Câmara e representantes da comunidade cultural (reitores, diretores de faculdades, titulares de entidades culturais e sociais envolvidas com o livro, e parceiros especiais da Feira). O mais votado é o homenageado e recebe o posto das mãos de seu antecessor.

Além de Dilan Camargo, foram eleitos patronáveis, este ano, a escritora, jornalista e crítica literária Cintia Moscovich, a poeta Maria Carpi, a escritora Valesca de Assis e o cartunista Santiago. A solenidade contou com a presença de autoridades políticas e representantes do meio cultural e literário do Estado.

porto alegre feira do livro de porto alegre 2015

-- --