Otorrinolaringologista dá dicas de como evitar e resolver ouvido entupido

orelha ouvidos

Diversas doenças podem provocar o entupimento dos ouvidos, mas o incômodo tem solução. Antes de recomendar algum procedimento, o otorrinolaringologista do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, Gustavo Barros, explica como pode ocorrer o problema. “Os ouvidos podem ficar entupidos por diversas questões, desde acúmulo de cera até doenças internas que podem levar à surdez e a outros quadros mais sérios.”

No caso de acúmulo de cera, a sensação de “entupimento” é ocasionada pelo bloqueio do conduto auditivo externo, gerando uma perda na transmissão da energia sonora para as estruturas mais internas do ouvido. “Para essa situação, o tratamento consiste na remoção do acúmulo de cera do conduto, que pode ser feito através de lavagem do ouvido ou com auxílio de uma cureta.” No entanto, se o material estiver mais compactado no fundo do conduto auditivo, é preciso utilizar algum medicamento nos ouvidos, antes da limpeza.

O médico também reforça que a tuba auditiva é aberta durante movimentos dos músculos da região oral e nasal, que ocorre naturalmente ao bocejar, engolir ou mastigar. Diante de um quadro de entupimento, forçar a ocorrência desse mecanismo pode agravar a situação. “A manobra de enviar pressão ao ouvido pode ocasionar a entrada de secreções contaminadas da região do nariz para o ouvido, por isso, deve ser evitada a não ser que haja orientação do otorrinolaringologista.”

Outra dica importante é para quem tem o costume de adotar medidas caseiras como colocar azeite e álcool nos ouvidos para aliviar os incômodos. “A instilação de substâncias é contraindicada em qualquer situação, pois pode acarretar danos à estrutura do ouvido. O único profissional habilitado a prescrever o uso de substâncias nos ouvidos é o otorrinolaringologista”, afirma. Por final, de maneira geral, o médico salienta que, frente a um caso de diminuição da audição ou entupimento dos ouvidos, é fundamental a avaliação de um médico.

Foto : AllImpress