Frio impulsiona as vendas do varejo de vestuário

Edmundo Lima - Diretor Executivo da ABVTEX
Edmundo Lima – Diretor Executivo da ABVTEX

Segundo Edmundo Lima, diretor executivo da ABVTEX – Associação Brasileira do Varejo Têxtil, o varejo de vestuário está conseguindo se beneficiar e empreender um novo ritmo de vendas com a chegada do inverno, a exemplo do que já vinha ocorrendo no outono. E as baixas temperaturas serão mantidas de acordo com as previsões.

Para Lima, este inverno mais rigoroso, que atinge principalmente as regiões Sul e Sudeste, fez com que as vendas dos artigos de frio se mantivessem aquecidas dentro do ritmo esperado pelos varejistas. As coleções de inverno, segundo ele, representam em torno de 30% do total de itens nas lojas nesta época do ano e as peças têm maior valor agregado.

O desempenho das vendas nos Dias das Mães e Dia dos Namorados foi relativamente bom, justamente por esta onda de frio. Apesar da demanda aquecida ainda não ter sido suficiente para compensar a retração registrada pelo setor nos últimos meses, é considerada um alento ao comércio das 22 redes varejistas associadas à ABVTEX.

Ele lembra que os artigos de vestuário e calçados são importantes itens para presentear em datas comemorativas. Há a expectativa um tanto mais positiva de que o 2º semestre deste ano seja melhor do que foi o primeiro. Haverá o incentivo de datas como Dia dos Pais, Dia das Crianças e Natal.

“Ainda assim, estamos em um ambiente desafiador com um consumidor que mantém baixo nível de confiança, aumento de desemprego e inflação elevada”, diz Lima.

-- --