Crise no Brasil 2018 : emprego na indústria eletroeletrônica volta a cair em agosto

estatisticas pesquisas dados 201602

Crise no Brasil 2018

De acordo com a Abinee, 197 novas vagas foram fechadas

O setor eletroeletrônico fechou 197 vagas de emprego no mês de agosto/18, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), com base em informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho (Caged).

O resultado negativo anulou a melhora do nível de emprego do setor observada em julho, quando houve a contratação de 172 pessoas.

No acumulado deste ano, o saldo de empregados na indústria eletroeletrônica aumentou 2.065 trabalhadores, totalizando 236,2 mil empregados diretos.

Segundo o presidente da Abinee, Humberto Barbato, o resultado negativo de agosto é decorrente de fatores como as incertezas políticas em relação às eleições, as oscilações do dólar, o aumento nos preços dos insumos e a queda nas projeções de crescimento do PIB, que inibem o investimento do setor.

Fundada em setembro de 1963, a Abinee representa a indústria elétrica e eletrônica, congregando cerca de 500 empresas nacionais. Fazem parte do quadro de associadas fabricantes das áreas de Automação Industrial; Componentes Elétricos e Eletrônicos; Dispositivos Móveis de Comunicação; Equipamentos Industriais; Equipamentos para Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica; Informática; Material Elétrico de Instalação e Telecomunicações. Com sede em São Paulo, a entidade tem sua atuação em nível nacional através de diretorias e escritórios em Minas Gerais, Nordeste, Paraná, Rio Grande do Sul e Brasília.