Mercado de azeites registra queda de 23% nas importações motivada por desvalorização cambial e crise política e econômica no País, diz Oliva

Segundo a Oliva, a crise política e econômica no País e a desvalorização cambial são os principais responsáveis pelo número negativo do setor

O cenário desfavorável que o Brasil atravessa vem afetando praticamente todos os segmentos. Não é diferente com o mercado de azeites que registrou retração de 23% nas importações de 2015 em relação a 2014, verificando-se uma queda de 73 mil ton, em 2014, para 56 mil ton, em 2015*. Segundo a Oliva (Associação Brasileira de Produtores, Importadores e Comerciantes de Azeite de Oliveira), a desvalorização cambial aliada à crise política e econômica são os principais responsáveis pelo número negativo do setor, que tem previsão de crescimento nulo para 2016.

“A época de Páscoa é uma das mais importantes para o setor de azeites. Nada mais representativo que o peixe servido à mesa sendo regado com um bom azeite e toda a família reunida. É uma data que, historicamente, movimenta o segmento”, explica Rita Bassi, presidente da OLIVA.

Alerta – A presidente da Oliva ressalta que os consumidores devem ficar atentos às ofertas de produtos com preços muito baixos. “Quem mais se beneficia desse momento atual são os produtos adulterados que são ofertados a preços abaixo de sua media do mercado. O consumidor deve desconfiar da procedência e qualidade desses produtos”, alerta Rita Bassi.