Médico ortopedista Luciano Martins dá dicas para uma viagem tranquila nas férias

viagem de ferias em familia

As férias de verão é o período que a maioria das pessoas aproveitam para viajar, seja para rever os familiares e amigos, ou conhecer novos lugares. Porém o descanso e a diversão não podem ser motivos para esquecer os cuidados da saúde, é o que alerta Luciano Martins, médico ortopedista da Unimed Costa Oeste. “Passar horas em uma mesma posição pode ocasionar dores nas costas, ombros, pernas e até mesmo nos braços, no caso dos motoristas”, ressalte o especialista.

 

 

O médico destaca que para quem já possui pré-disposição para alguns distúrbios como problemas na circulação sanguínea e trombose, o período dentro do carro, ônibus ou avião pode ser ainda mais crítico. “Ficar muito tempo sem movimentação, facilita o surgimento da trombose nos membros inferiores”, explica. O coagulo formado pode também, atingir o pulmão ou o cérebro,  em casos mais sérios  quando obstrui a passagem do sangue para um desses órgãos. O médico chama atenção ainda para quem possui pressão alta, obesidade, diabetes e tem o hábito de fumar ou uso contínuo da pílula anticoncepcional.

 

 

O que fazer?
Martins explica que viagens de carro apresentam vantagens, pois paradas curtas podem ser programadas. “Fazer pausas curtas a cada três horas para uma caminhada, além de alongamentos feitos em pé, fora do carro, aliviam tensões e previnem dores”, diz o médico. Além disso, no banco do veículo, o ideal é manter a postura reta e movimentar mãos, braços, pés e pernas.

Já para viagens de ônibus, o especialista orienta que a cada parada, mesmo que não exista a vontade de comer, beber ou ir ao banheiro, que o passageiro desça para se movimentar e se alongar. Os movimentos citados para quem está no banco do carro, também podem ser feitos no ônibus.

Nas viagens aéreas, uma caminhada pela aeronave a cada três horas é indicada, além do alongamento dos membros superiores e inferiores. “Mesmo sentado, os passageiros devem movimentar mãos e pés e se optarem por dormir, a opção é usar um apoio para o pescoço”, complementa. Além destas dicas, se manter hidratado por meio do consumo de água e evitar bebidas alcoólicas contemplam as indicações médicas para viagens.

 

 

Motoristas
Quem trabalha dirigindo, o ideal é que a cada quatro horas ininterruptas na direção, haja uma pausa de 30 minutos. “Além disso, quando o motorista para, é importante que saia do veículo e alongue braços, pernas, ombros e costas”, explica Martins. Enquanto estiver sentado a atenção deve estar na postura: manter a coluna apoiada no encosto e os braços semiflexionados. “Deixar os pés a uma distância apropriada dos pedais também impedem esforços desnecessários que podem atingir até a coluna”, finaliza o médico.

-- --