“Tem uma foto com dedinho na boca”, revela Luana Piovani a Danilo Gentili sobre ensaio para a Playboy

Luana Piovani e Danilo Gentili - Foto  Leonardo Nones SBT
Luana Piovani e Danilo Gentili – Foto  Leonardo Nunes SBT

Para comemorar o retorno da revista Playboy às bancas, Danilo Gentili exibe na quarta-feira, 16 de março, um The Noite especial. Entre as coelhinhas da revista e champanhe Perrier Jouet, Luana Piovani, que será a capa de reestreia da revista em abril, fala ao apresentador sobre os motivos que finalmente a fizeram aceitar posar nua, após 20 anos de tentativas. “Só agora fui convidada para uma Playboy onde eu pudesse vestir as minhas asas. Fazer da maneira como eu queria. Na Playboy de antes tinha aquela coisa de que porque você ganhava um cachê tinha que fazer do jeito que eles queriam”, conta a atriz. Luana disse ter adorado se vestir de coelhinha: “É uma fantasia incrível de usar. Toda mulher que coloca se sente bem. (…) Estou orgulhosa e super feliz com o resultado. Não tem cachê. Dinheiro nunca foi a coisa mais importante da minha vida”, diz.

Sobre os filhos, ela ressalta que quis tatuar o nome dos gêmeos Bem e Liz junto ao de Dom antes da sessão de fotos para que os três estivessem no registro. “Vou cria-los de uma maneira bacana. Certamente vão ser pessoas esclarecidas”, diz. “No começo as pessoas falam “que coisa maravilhosa, gêmeos!”. Agora com seis meses é um deleite, mas no começo é traumático.”, completou, sobre a experiência de ter gêmeos. Luana diz ainda que o marido cuida de Dom para que ela possa dar mais atenção aos gêmeos e que Pedro Scooby a ajudou a selecionar algumas fotos que entrariam no ensaio.

Luana Piovani e Danilo Gentili programa the noite sbt - Foto  Leonardo Nones SBT

Confira as melhores frases de Luana Piovani:
· São vinte anos me querendo, mas só agora fui convidada para uma Playboy onde eu pudesse vestir as minhas asas. Fazer da maneira como eu queria. Na Playboy anterior tinha aquela coisa de que porque você ganhava um cachê tinha que fazer do jeito que eles queriam.

· Estou orgulhosa e super feliz com o resultado.

· Não tem cachê (da Playboy). Dinheiro nunca foi a coisa mais importante da minha vida. Sempre prezei muito mais a minha liberdade. E isso tem muito mais a ver com a Playboy de hoje. Dar voz a mulher para ela fazer o que quiser, como quiser.

· Ter um contrato fixo te dá uma segurança, visibilidade. Mas eu sempre construí minha carreira de um outro jeito e sou bem feliz.

· Tem uma foto com dedinho na boca. (sobre poses do ensaio)

· É uma fantasia incrível de usar. Toda mulher que coloca se sente bem. (sobre se vestir de Coelhinha da Playboy)

· Fiz questão de colocar o nome dos meus filhos. (sobre ter tatuado o nome dos gêmeos para que também aparecessem nas fotos)

· Vou cria-los de uma maneira bacana. Certamente vão ser pessoas esclarecidas. (sobre seus filhos)

· No começo as pessoas falam “que coisa maravilhosa, gêmeos!”. Agora com seis meses é um deleite. No começo é traumático. Você tem sempre que escolher pra quem dar de mamar primeiro.

· Ele trocou muita fralda com o Dom. Mas a dinâmica com os gêmeos é mais complicada e eu e a babá acabamos tomando mais a frente e ele ficou mais com o Dom. (sobre a participação do marido Pedro Scooby na criação dos filhos)

· Acho que não tenho muita maturidade para o Twitter. Não dá para fazer conversa de bar nas mídias sociais. É como ter um microfone na mão o tempo inteiro. (sobre ter saído do Twitter)

· Perfeição não existe. Tudo é mexido, tudo é retocado. (sobre fotos que ela posta nas redes sociais)

· Os meus filhos crescendo num país como esse é absolutamente crítico. Eu me sinto vivendo em uma bolha e isso não é legítimo. Vivemos em um país onde pegar ônibus é perigoso, um fio de ouro no pescoço é perigoso.

O The Noite com Danilo Gentili vai ao ar de segunda a sexta-feira, a partir da meia noite, no SBT.

-- --