A importância de nos resguardarmos para o futuro por Aécio Schröder da Silveira

.

A Importância de nos Resguardarmos para o Futuro

por Aécio Schröder da Silveira*

O assunto que tem tomado boa parte do noticiário da mídia, advém da tão famigerada reforma da previdência e suas várias vertentes e planos propostos.

Tem chamado à atenção que o novo governo tem sinalizado com o modelo de reforma da previdência fazendo referência ao modelo Chileno, que adotou no seu escopo, a capitalização individual das contas. Esta modalidade cria uma grande responsabilidade de termos disciplina e senso de planejamento futuro para alcançarmos alguma estabilidade financeira e para usufruirmos de velhice digna e com tranquilidade.

O grosso modo o sistema funcionaria da seguinte maneira: cada trabalhador seria o responsável por fazer inserções financeiras numa conta individual e receber o rendimento auferido ao longo dos anos. Mesmo que estejamos falando em tese, pois, tal sistema ainda está em fase de especulação, deveria nos preocupar para o aspecto da importância de poupar dentro de nossas possibilidades, um pouco em cada mês.

Quanto mais cedo o indivíduo começar a poupar (deveria ser no mínimo 10% da renda) e investir corretamente, mais rapidamente os objetivos traçados serão alcançados. É comum ouvirmos pessoas alegando não terem condições de poupar, por terem baixa renda. O que observamos é que a capacidade de poupar está diretamente ligada à disciplina e a aspectos psicológicos de cada personalidade.

Na prática encontramos poupadores e consumidores inveterados desde o empregado mais humilde até os mais bem remunerados, não sendo o nível de renda o fator determinante. De um modo geral, os seres humanos são influenciados principalmente pela formação familiar e seu perfil de personalidade no modo de lidar com o dinheiro.

Mas todos podem quebrar seus paradigmas fazendo o esforço desde o início da sua vida profissional, aplicando seus recursos, seguindo as boas técnicas de investimento, assumindo alguns riscos calculados e diversificando, para que possa garantir sua sustentabilidade financeira e no futuro evitar surpresas desagradáveis.

Este lastro financeiro deveria ter condição de responder a seguinte pergunta: se eu perdesse meu emprego hoje, por quanto tempo teria condições de suportar sem estes rendimentos?

A verdade nos mostra que somos o país com o pior indicador de poupança interna dos países chamados emergentes, então, agir no sentido de começar hoje poupar que a recompensa virá.

Educador Financeiro Aecio Schroder da Silveira

Aécio Schröder da Silveira

Bacharel em Administração de Empresas, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e Ciências Jurídicas e Sociais pela PUC/RS, Pós Graduado em Marketing, UFRGS e em Gestão Pública pela Escola do Ministério Público do RGS. O servidor do Ministério Público do Rio Grande do Sul e Educador Financeiro ministra conhecimento para que as pessoas tenham uma gestão mais eficiente e melhor organizem seus recursos, tanto no pessoal, como, também, seus investimentos. Contato para palestras : aecio.silveira@dsop.com.br. >>> Leia todas as publicações de Aécio Schröder da Silveira

.