Imóveis – Os desafios de morar em condomínios

Imóveis - Os desafios de morar em condomínios

O mercado imobiliário brasileiro cresce e investe cada vez mais em condomínios. Eles contam com infraestruturas maiores que as de edifícios pequenos ou de casas individuais, a segurança de terem uma grande área sob proteção privada e a praticidade de conterem espaços de lazer pertinho de casa. Com a crescente facilidade de financiamento na compra de imóveis, eles se tornaram uma opção não tão distante para uma boa parcela dos que desejam ter seu imóvel próprio.

Entretanto, antes acostumados a viverem em lugares menos populosos, muitos moradores de condomínios precisam se adaptar com o compartilhamento de áreas e estruturas. Conflitos relacionados a barulhos, espaço para animais domésticos ou outras questões frequentemente são estipuladas por meio de normas internas. Contudo, dúvidas pontuais podem surgir a qualquer momento. Newton Nunes,  especialista da área de imóveis, dá instruções de como manter um bom relacionamento com os vizinhos de condomínio:

– Deve-se tomar um cuidado especial com obras. Mesmo que sejam feitas internamente, elas não podem comprometer a estrutura de toda a edificação. As cores e as formas da fachada devem manter-se as mesmas, por mais que sejam na parte interna da sacada;

– De maneira alguma as áreas que são compartilhadas devem sofrer obras que a privatizem a um só morador. Quem fizer isso deverá devolver a área, pagar multa ou, se for do acordo de todos, regularizar a situação, agregando taxas de uso da área aos custos do imóvel;

– Em casos de condôminos que quiserem trocar a destinação de uma área comum, como no caso de transformar em salão de festas o apartamento do zelador que não é utilizado, é necessária a aprovação por unanimidade dos condôminos;

– As vagas de estacionamento rotativo, que são utilizadas por todos, não podem ser privatizadas. Mesmo que um mesmo morador a utilize de forma contínua e prolongada, não garante a exclusividade da mesma.

Todas as indagações que surgirem com o convívio podem ser resolvidas em assembleia com os outros moradores. Por isso, manter um bom relacionamento é indispensável. Participe das reuniões onde as questões possam ser solucionadas de comum acordo por todos.

-- --