Brasil expõe 28 novos rótulos no maior parque temático de vinhos do mundo

Ibravin vinhos brasileiros La Cite du Vin Bordeaux France

Imagine um espaço com mais de 13 mil m², projetado em um prédio com design inspirado em um decanter, dedicado exclusivamente ao universo do vinho. Há um ano, o centro cultural La Cité du Vin (A Cidade do Vinho, em português), em Bordeaux, na França, possibilita que os amantes da bebida de Baco conheçam mais sobre os principais produtores mundiais. E, desde sua inauguração, em junho de 2016, os rótulos verde-amarelos estão sob os holofotes no espaço.

Neste período, 425 mil visitantes de 150 nacionalidades passaram pelo local e puderam conferir 15 produtos de 14 vinícolas brasileiras. Com um rodízio de rótulos a cada ano, novas opções de 12 empresas gaúchas chegarão até o início do mês de julho para se somar ao portfólio do que é considerado o maior parque temático de vinhos do mundo. A participação brasileira é viabilizada pelo projeto setorial Wines of Brasil, desenvolvido pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) em conjunto com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Aurora, Campos de Cima, Casa Perini, Casa Valduga, Domno, Don Giovanni, Lidio Carraro, Miolo Wine Group, Mioranza, Nova Aliança, Peterlongo e Salton enviaram 504 garrafas de 28 rótulos para serem degustados. A expectativa é que até junho de 2018 outras 450 mil pessoas visitem o local.

Ibravin vinhos brasileiros La Cite du Vin Bordeaux France

“La Cité du Vin foca na história mundial do vinho e proporciona aos visitantes experiências sensoriais com os produtos. A representatividade do Brasil no espaço o coloca em uma importante vitrine, ao lado de grandes países produtores. Inserimos a categoria no principal museu de vinhos do mundo”, comemora o gerente de Promoção do Ibravin, Diego Bertolini. “Neste ano dobramos o número de amostras, sendo que 70% dos produtos enviados foram de espumantes das vinícolas associados ao Wines of Brasil. Utilizamos como estratégia a preferência por espumantes devido a aceitação do produto no mercado Externo, constatado também no aumento das exportações da categoria, e as mais de mil medalhas conquistas em concursos internacionais”, completa o dirigente.

Em 2016, as comercializações de vinhos e espumantes no mercado externo cresceram 45% em valor e 43% em volume em comparação ao mesmo período do ano anterior. Os principais destinos dos rótulos verde-amarelos foram Paraguai, Estados Unidos, Reino Unido, Colômbia, China, Holanda, Japão, Alemanha, Finlândia e Canadá.

-- --