Gramado inaugura Museu do Festival de Cinema

Museu do Festival de Cinema de Gramado -Foto João Inácio de Souza
Museu do Festival de Cinema de Gramado -Foto João Inácio de Souza

Na sexta-feira, 26 de agosto de 2016, das 14h30min às 16h, acontecerá cerimônia de abertura do Museu do Festival de Cinema de Gramado – MFCG, empreendimento com área de 584m², localizado ao lado do Palácio dos Festivais – e da Igreja São Pedro – ,em um dos melhores pontos da região das Hortênsias, oferecendo vista panorâmica para o centro da cidade com direito a cafeteria e loja de souvenirs. A gestão do espaço é da Gramado Parks que investiu aproximadamente R$ 2,5 milhões no empreendimento. A empresa voltada para a construção e administração de parques temáticos e resorts administra o Parque Snowland e o Gramado Termas Resort.

O Museu é um espaço único, digno da importância do maior e mais tradicional festival de cinema brasileiro, projetado para registrar a história e trajetória de mais de quatro décadas da sétima arte no nosso país, buscando aliar o interesse pelo cinema com mais uma ótima opção de turismo cultural na serra gaúcha. O Museu terá espaços dedicados as atrizes Zezé Motta, Maitê Proença e o ator Lima Duarte, os mesmos serão estátuas de cera que estão em produção para serem apresentadas em uma nova fase, no início do ano que vem.

Com capacidade para recepcionar 2.800 pessoas diariamente, o MFCG conta com Curadoria da museóloga Daniela Schmitt, do diretor de criação e artístico Walther Neto, direção de arte de André Luís Carvalho e apoio do Festival de Cinema de Gramado, representado pelo diretor artístico Edson Erdmann. O projeto é inspirado nos grandes museus do mundo com uma linguagem moderna e interativa e leva o público a uma imersão no mundo da Sétima Arte, exibindo e registrando a trajetória do cinema brasileiro, dos grandes diretores, atrizes e atores através de imagens, vídeos, objetos e jogos interativos que nos levam para o universo do cinema. Dentro desta viagem dos 43 anos do Festival de Cinema de Gramado contamos com um cinema onde serão exibidos conteúdos históricos e documentários retratando a história do Festival. O espaço conta, ainda, com espaços para os curtas e documentários do Festival, bem como uma breve história do Cinema Brasileiro e Mundial.

O empreendimento que visa tornar-se autossustentável estará aberto para outras ações, com locação para promoção de eventos culturais variados – coquetel, vernissage e lançamento de livros.