Fimec 2017 receberá ações voltadas para tecnologia no setor coureiro

Fenac Novo Hamburgo – Fimec

A Fimec, que acontece de 14 a 16 de março de 2017, nos pavilhões da Fenac em Novo Hamburgo, na Grande Porto Alegre, contará com exposição de produtos além de vários eventos e ações que envolvem entidades parceiras e apoiadores. “Desenvolvemos uma parceria com as entidades setoriais, que estão criando ações para gerar mais oportunidades de negócios para visitantes e expositores. Esperamos que as nossas ações nesta nova gestão façam com que ainda mais oportunidades sejam criadas e auxiliem no desenvolvimento econômico do setor e da região”, afirma o diretor-presidente da Fenac, Marcio Jung.

Intitulada “Couro: negócios e tecnologia”, a ação engloba vários eventos dentro dos três dias. São eles: Visita ao Curtume Modelo de Alta Tecnologia do Instituto Senai, promovido pela Abrameq em parceria com o CICB; FF Exchange, uma rodada de negócios que reúne compradores e vendedores de couro idealizada pela Abicalçados em parceria com Assintecal, CICB e Abrameq; Projeto Comprador que se divide em dois momentos, um como parte do projeto By Brasil Components and Chemicals, promovido por Assintecal e Apex-Brasil, e outro que contempla o projeto Brazilian Shoes + Leather Machinery, programa da Abrameq e da Apex-Brasil, ambos com objetivo de trazer compradores para os três dias de Fimec.

Um dos principais objetivos da Fimec é promover a renovação do conhecimento através do lançamento de inovações tecnológicas. Por isso, a programação de 2017 do evento contará com a realização de visitas ao Curtume Modelo do Instituto Senai de Tecnologia em Couro e Meio Ambiente, em Estância Velha.

Os visitantes verão a produção real de couros com a utilização das mais avançadas máquinas e tecnologias. As visitas ocorrerão na parte da manhã, com grupos de até 40 pessoas e saídas em frente ao credenciamento da Fimec, às 9h, com retorno 12h, e 9h30, retornando 12h30.

Em 2014, o Instituto investiu R$ 15 milhões em tecnologias avançadas para modernização de seu curtume escola, sua estação de tratamento de efluentes e seus laboratórios técnicos, sendo referência nacional e internacional nas áreas de tecnologia do couro e de meio ambiente.

A iniciativa é da Abrameq, com apoio da AICSul, Assintecal, Abqtic, Fenac, CICB e Instituto Senai de Tecnologia em Couro e Meio Ambiente

FF Exchange promove fechamento de negócios
Entre as novidades preparadas pelas entidades para essa 41ª Fimec, está o FF Exchange, idealizado pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) em parceria com o Centro das Indústrias de Curtume do Brasil (CICB). Será uma rodada de negócios que unirá empresas compradoras e fornecedores (curtumes). Em formato dinâmico, as rodadas setoriais em estilo “fast dating”, estipulam um tempo para que cada curtume apresente-se a uma empresa calçadista, agilizando o processo e tornando a informação mais objetiva. Os giros são realizados até que todos os compradores tenham contato com todos os vendedores.

Projeto Comprador
Com tradição dentro da Fimec, o Projeto Comprador, realizado em parceria com a Agência de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex Brasil), traz para os pavilhões da Fenac compradores internacionais. A Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos (Assintecal) realiza o By Brasil Components and Chemicals que, na última edição da feira, resultou em US$ 3 milhões em negócios imediatos e a longo prazo. Na mesma linha, a Associação Brasileira das Indústrias de Máquinas e Equipamentos para os Setores do Couro, Calçados e Afins (Abrameq) por meio do projeto Brazilian Shoes + Leather Machinery traz compradores dos mercados-alvos, oriundos especialmente da América Latina.