Alimentação saudável em época de festa junina

Festa Junina Alimentação saudável - Festas Juninas Alimentação saudável

Para quem se preocupa com uma alimentação saudável, o período das festas juninas requer atenção, pois além e deliciosas, as comidas de festa junina costumam ser bastante calóricas. A nutricionista Márcia Loureiro, elaborou algumas dicas de como aproveitar as comidas típicas sem sair da linha, confira:

Pinhão
O pinhão, muito consumido neste período, é uma semente muito apetitosa com alto valor alimentício e o modo de preparo não altera o valor nutricional dele. “Uma porção de 100g, por exemplo, é rico em proteínas, cálcio, fósforo, ferro e vitaminas A, B1 e C. Para atingir as necessidades diárias dos nutrientes é indicado a ingestão de 6 a 10 unidades por dia. O pinhão possui um teor de 50 a 60% de óleo mas mesmo rico em gorduras, se manter uma dieta regular, o pinhão pode aumentar os esforços de perda de peso pois contém ácido pinoleico que atua como inibidor de apetite”, informa a nutricionista.

Milho Cozido
O milho é rico em vitaminas A, E, B1 e B5, ácido fólico, magnésio, fósforo, ácidos graxos essenciais e previne doenças cardíacas e promove a redução da hipertensão e o controle do diabetes. As fibras presentes no alimento são benéficas para a prevenção de doenças digestivas como, por exemplo, hemorroidas e prisão de ventre. “Nesta época vale abusar do milho cozido. Além de rico em nutrientes, ele também é indicado para o tratamento de doenças renais. O ideal é não deixa-lo muito tempo na geladeira e sim, cozinhá-lo rapidamente para não perder os nutrientes. Já a pipoca é um alimento muito nutritivo, mas deve ser consumido moderadamente, na medida de aproximadamente uma xícara de chá. A parte branca da pipoca é rica em amido resistente, que é bom para o intestino e para diminuir o nível de açúcar no organismo; e a casca é rica em antioxidantes”, explica.

Canjica
Um dos alimentos mais esperados nesta época é a canjica. Ela é fonte de fibra dietética, contém baixos índices de colesterol e pequena tava de gordura saturada porém, com ingredientes como leite, leite de coco e açúcar, este é um dos alimentos mais calóricos da época. De acordo com a especialista, “a receita da canjica pode ser adaptada com ingredientes menos calóricos. O milho pode ser preparado com leite desnatado ao invés de integral e adoçante e o sabor não muda”.

Amendoim
Deliciosos e crocantes, os amendoins são consumidos não só em época junina mas durante o ano todo. Fonte de energia, os amendoins são ricos em vitaminas e minerais como o zinco, cálcio, magnésio, ferro e fósforo. Embora calóricos, eles podem ser um aliado a dieta pois promovem a sensação de barriga cheia, pois como precisa ser muito mastigado ele controla a saciedade e faz com que a fome demore a aparecer. “Vale optar pelos amendoins torrados em casa que preserva todos os nutrientes do alimento. Os industrializados, revestidos com casca possuem uma quantidade grande de sódio, facilitando o aparecimento de doenças cardiovasculares e hipertensão. Paçoquinhas e doces de amendoins também devem ser moderados por possuírem açúcar em excesso”.

Batata Doce
A batata doce é um carboidrato de baixo índice glicêmico rico em fibras, ferro, vitamina C, A e E e potássio. Além disso, auxilia na queima de gordura e ganho da massa muscular, fortalecendo o sistema imunológico, a manutenção dos ossos, reduz o colesterol e regula a pressão arterial. “A batata doce é um alimento muito nutritivo e algumas dicas no preparo preservam ainda mais os nutrientes. Cozinhe o alimento com a casca e em pedaços grandes pois os pedaços pequenos entram em contato maior com a água, multiplicando a perda desses nutrientes. Evite usar muita água e deixar a batata no fogo por muito tempo. Prefira cozinhar no vapor ou no micro-ondas com pouca água”.

Se extrapolar, vale optar por comidas mais leves nos dias seguintes. “Caso o consumo seja exagerado, a dica é optar por carnes magras, bastante frutas e legumes, beber bastante líquido e praticar atividade física regularmente”, finaliza Márcia.

-- --