Museu de Arte do Rio Grande do Sul Ado Malagoli recebe exposição “Do quadrado à Paisagem”, da artista Angela Zaffari

Angela Zaffari - Foto Deivid Valente
Angela Zaffari – Foto Deivid Valente

A Galeria Iberê Camargo no Museu de Arte do Rio Grande do Sul Ado Malagoli ( Praça da Alfândega, s/n – Centro Histórico ), em Porto Alegre / RS, recebe de 4 agosto até 24 de setembro de 2017, a exposição “Do quadrado à Paisagem”, da artista Angela Zaffari. A mostra com visitação gratuita de terças a domingos, das 10h às 19h, conta com curadoria de Ana Zavaldil e Leticia Lau.

A exposição traz uma instalação que utiliza um conjunto de caixas de acrílico transparente com papeis coloridos dentro simulando os quadrados de cor, presentes nas pinturas como uma nova forma de apresentar suas composições. A exposição surgiu da vontade de Angela de mostrar sua nova série iniciada em 2015, onde a partir dos seus quadrados coloridos, em busca de nova proposta de pintura, encontra nas imagens pixeladas uma vontade de pintar fotografias de viagens e lugares que tem um significado especial para ela. A mostra conta com um total de 16 obras em acrílica sobre tela, 04 em acrílica sobre papel e 01 instalação, todas especialmente desenvolvidas para a exposição no MARGS.

Angela explica que a paisagem, por ora apresentada, remete ao início da sua trajetória artística, pois através dela ingressou pelos caminhos da pintura. “Fazendo uma retrospectiva breve vejo que esta nova série de paisagens em quadrados estabelece um ciclo importante de criação. Este elemento figurativo, que foi o ponto de partida para a abstração, inicialmente com linhas mais disformes e posteriormente mais lineares, retorna sob a forma de quadrados e em uma linguagem mais simplificada, trazendo, entretanto, uma percepção nova, onde o jogo de cores intui algo lúdico e prazeroso. Meu percurso criativo inicia com linhas horizontais e verticais riscadas na tela à mão, formando uma grade onde, intuitivamente, me permito trabalhar cores e tons, os mais variados possíveis, pois a cor é o elemento fundamental do processo criativo, e é ela que me instiga e me surpreende a cada trabalho desenvolvido.
Das linhas, uma vez cruzadas, surgiram novas formas, onde a principal delas é o quadrado. E foi nesta forma rígida que encontrei, paradoxalmente, liberdade plena de criação, pois, ao mesmo tempo em que impõe limites, cria um espaço que proporciona o uso sem fim de cores e tons, através de construções simples e limpas. E o resultado de todo este processo é uma explosão de cores, onde a preocupação com o rigor formal inexiste, dando espaço a busca de um colorido que talvez seja inatingível, mas que proporciona uma verdadeira experiência sensorial aos olhos de quem vê”, declara Angela Zaffari.