Expoagas 2017 : especialista fala sobre prevenção de perdas

Carlos Eduardo Santos na ExpoAgas 2017 - Foto : Dani Villar
Carlos Eduardo Santos na ExpoAgas 2017 – Foto : Dani Villar

É possível aumentar a rentabilidade realizando prevenção de perdas. Com esta afirmação o especialista Carlos Eduardo Santos iniciou a palestra que encerrou a programação da Expoagas 2017. “Supermercadistas, principalmente num cenário de crise, perdem mais do que ganham. Como reverter isso? Aumentando as vendas, diminuindo custos e implementando um eficiente sistema de prevenção de perdas”, afirmou.

Segundo a pesquisa da ABRAS (Associação Brasileira de Supermercados) apresentada por Santos, excetuando 2012, todos os anos a perda foi maior que o lucro. Em 2015, as perdas gerais contabilizaram R$ 295 milhões da receita total do setor no Brasil. “É como se fossem produzidos 219 mil carros, mas que as empresas tivessem lucro sobre apenas 157 mil”, apontou o especialista. No RS, no mesmo ano a perda total foi de R$ 565 milhões.

O índice de perdas por departamento mapeado pela ABRAS mostra que o FLV tem o pior resultado (6,58%) seguido pela padaria e confeitaria (5,17%). A causa das perdas tem no vencimento (35,85%) dos produtos o principal índice seguido pela quebra operacional (20,05%) e erros de inventário (11,15%). No ranking de perdas por artigos, confeitaria (25%), bebidas (22%) e açougue (14%). Supermercado desponta em primeiro lugar no índice de perdas por segmento com 2,26% seguido por material de construção (1,19%).

Diante dos dados, Santos apontou as principais medidas que devem ser tomadas para solucionar o problema das perdas. A primeira é criar um sistema confiável de gestão de estoque. Em seguida, dar mais responsabilidade para quem tem autoridade sobre a empresa, criar comitê multidisciplinar para discutir periodicamente sobre os problemas e buscar soluções. “Isso faz com que todos os envolvidos entendam o processo, a importância da prevenção de perdas e se comprometam com os resultados”, explica. Engajar a equipe de trabalho é fundamental, segundo o especialista que afirma que prevenção de perdas tem um fim social. “Empresas com boas práticas de prevenção têm melhores resultados. Fazer a gestão de forma eficiente reduz despesas e perdas, aumenta a possibilidade de lucro, a empresa cresce, todos crescem e ninguém precisa ser desligado”, finalizou.

-- --