Projeto Wines of Brasil : ProWein supera expectativas com US$ 1,5 milhão negociado por vinícolas brasileiras

Projeto Wines of Brasil ProWein
ProWein – Feira de Vinho em Duseldorf Alemanha – Ibravin Wines of Brasil – Foto Andre Bezerra

ProWein supera expectativas com US$ 1,5 milhão negociado por vinícolas brasileiras

A projeção das 10 vinícolas brasileiras que participaram da ProWein, maior feira de vinhos do mundo que aconteceu entre os dias 19 e 21 de março de 2017 em Duseldorf, na Alemanha, foi superada em quase 60% e deve atingir US$ 1,5 milhão em vendas para o Exterior. O montante será atingido nos próximos 12 meses e foi resultado de mais de 250 contatos comerciais feitos em três dias de realização do evento. Entre os países com maior interesse pelos vinhos brasileiros estão importantes mercados para a bebida no mundo, como Reino Unido, Estados Unidos, Alemanha e China, e também países com procura mais recente pelo produto nacional, como Canadá e Peru.

A ação na Europa faz parte do projeto setorial Wines of Brasil, desenvolvido pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), por meio do Fundo de Desenvolvimento da Vitivinicultura do RS (Fundovitis), em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Como de costume, a mesa coletiva que apresentou alguns rótulos campeões de concursos internacionais esteve entre as atrações principais do estande. O destaque da Get to know our Champions (em tradução livre, Conheça nossos Campeões) foram os espumantes, com 12 dos 17 produtos apresentados.

“O Brasil, hoje, é reconhecido pelo trade especializado como um importante país produtor de vinhos do Novo Mundo. Além disso, somos reconhecidos internacionalmente como um produtor de espumantes de excelente qualidade. Outro destaque é a consolidação e a ampliação dos canais de distribuição dos nossos vinhos nos principais países-alvo das exportações brasileiras”, resumiu o gerente de Promoção do Ibravin, Diego Bertolini.

O dirigente também relatou a presença de grandes críticos no estande brasileiro na ProWein. Entre eles, o responsável pelo lendário Julgamento de Paris e fã declarado do vinho brasileiro, Steven Spurrier, da revista britânica Decanter, e Felicity Carter, editora da alemã Meininger’s Wine Business Magazine. Ambas as publicações estão entre as principais do segmento na Europa. Durante o período da feira, a vitivinicultura brasileira também figurou na capa da revista austríaca Falstaff. A matéria especial aborda os produtores sul-americanos da bebida, com destaque para o Brasil.

Exportação de vinho brasileiro em alta
Em 2016, as vinícolas brasileiras ampliaram o valor das exportações para os países europeus em 10% em relação ao ano anterior, com a comercialização de US$ 1,24 milhão. Em volume, as vendas atingiram 272,2 mil litros, alta de 7,6% sobre 2015, remetidos para 11 países. No total, o vinho brasileiro foi comercializado para 36 países no ano passado. As vendas resultaram em US$ 5,9 milhões em 2016, o que representou um aumento de 45% em relação a 2015. Em volume o crescimento foi semelhante: 43% a mais, com a venda de 2,2 milhões de litros. Nos espumantes, o incremento foi de 20%, com a comercialização de 174 mil litros.

Wines of Brasil
O Wines of Brasil é um projeto de promoção comercial dos vinhos, espumantes e suco de uva brasileiro no mercado externo, desenvolvido entre o Ibravin e a Apex-Brasil. O projeto conta atualmente com a participação de 32 vinícolas e tem como mercados-alvo os Estados Unidos, Reino Unido e China. Nos últimos anos, cerca de 95% das empresas que aderiram ao Wines of Brasil conseguiram dar continuidade em suas exportações.

ProWein em números
Os números reforçam a importância da ProWein para o mercado de vinhos no mundo. Na edição deste ano serão mais de 5,1 mil expositores apenas de vinhos, de 47 países, de seis continentes. Mais de 55 mil visitantes do trade, de mais de 120 países, deverão circular pela feira. Se considerados os expositores de outras bebidas, o número chega a 6,2 mil, de 59 países.

O mercado alemão de vinhos
Em 2016 as vinícolas brasileiras venderam 18 mil litros para a Alemanha, um aumento de 8% em relação ao ano anterior. Em valor, o resultado foi mais expressivo: US$ 87 mil negociados, o que representa um incremento de 15% na comparação com 2015. Segundo a Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV), em volume, a Alemanha é o maior mercado importador de vinhos do mundo, com o ingresso de 15,1 milhões de hectolitros em 2015.
Conhecido pela competitividade de preços no mercado interno, o país figura na terceira colocação em se tratando de valor importado, atrás de Estados Unidos e Reino Unido. Em 2015 foram importados US$ 2,5 bilhões em vinhos.

Wines of Brasil
O Wines of Brasil é um projeto de promoção comercial dos vinhos, espumantes e suco de uva brasileiro no mercado externo. O projeto conta atualmente com a participação de 32 vinícolas e tem como mercados-alvo os Estados Unidos, Reino Unido e China.

-- --