Estudos internacionais comprovam eficácia da cirurgia bariátrica no combate ao diabetes tipo 2

cirurgia bariátrica combate diabetes tipo 2 2014

Cerca de 600 milhões de pessoas no mundo, sendo 30 milhões somente no Brasil, estão obesas. Este quadro é agravado pelo aparecimento de diversas doenças associadas como, por exemplo, hipertensão, dislipidemia, apneia do sono, problemas ortopédicos severos e diabete tipo 2. Esta última, porém, pode ser combatida com muita eficácia por meio da cirurgia bariátrica. É o que apontam diversos estudos mundiais recentes, que demonstram que a doença pode até ser controlada.

“Os estudos trazem uma perspectiva animadora para reduzir a incidência de uma doença grave e silenciosa. O tratamento das doenças associadas à obesidade é um problema caro para o governo, que só em 2011 gastou quase R$ 500 milhões com 26 tipos de comorbidades. Nesse cenário a cirurgia bariátrica surge como uma excelente opção para o combate a essas doenças”, explica o Dr. Almino Ramos, presidente da SBCBM – Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica.

Neste ano, dois novos estudos destacam a eficiência da cirurgia bariátrica no combate do diabetes tipo 2. Um deles feito pela Cleveland Clinic, uma das cinco melhores redes de hospitais dos Estados Unidos, revelou que a cirurgia bariátrica se destaca como o método mais eficiente no combate ao diabete tipo 2 em pacientes com obesidade moderada e permite também a diminuição do uso de medicamentos para controle de colesterol e pressão arterial.

Outro estudo realizado pela Universidade de Gotemburgo, na Suécia, apontou que a cirurgia bariátrica supera outros tratamentos por conseguir levar pacientes obesos à remissão do diabetes tipo 2. “Não só o diabetes, mas a perda de peso contribui favoravelmente na melhora das diversas doenças relacionadas à obesidade. O objetivo principal da cirurgia bariátrica não é apenas a perda de peso, mas sim a melhora da saúde como um todo”, salienta Dr. Almino.