Quase quatro milhões de empresas estão inadimplentes, revela estudo da Serasa Experian

Empresas Brasil espaco empresarial (2)

O número de empresas inadimplentes bateu novo recorde, revela estudo inédito desenvolvido pela área de big data da Serasa Experian. Levantamento de junho de 2015 apontou que 3,9 milhões de empresas estão negativadas, do total de cerca de 7,9 milhões de companhias do cenário nacional em operação. O número é superior ao verificado em junho de 2014, quando foram registradas 3,5 milhões de empresas em situação de inadimplência. Em março deste ano, eram 3,8 milhões.

O estudo revelou ainda que, do total de companhias inadimplentes, 46% são comerciais (comércio de bebidas, vestuário, veículos e peças, eletrônicos, entre outros), 44% são do segmento de serviços (bar, restaurante, salões de beleza, turismo, entre outros) e 9% são indústrias.

O Sudeste é a região que concentra a maioria das empresas com dívidas em atraso do país: 51,3%. Em segundo lugar aparece o Nordeste, com 17,5%, seguido do Sul (17,0%), Centro-oeste (8,4%) e Norte (5,8%).

Quase metade das empresas inadimplentes possuem quatro dívidas ou mais (49,4%).

Depois estão aquelas com uma dívida em atraso (29,5%) e as empresas com duas pendências financeiras (12,9%). As companhias com três dívidas atrasadas são a minoria (8,3%).

A maioria das empresas está inadimplente com apenas um credor (59,3%). Do total, 20,5% têm conta em atraso com mais de três credores e 20,2% apresentam pagamentos pendentes para dois credores.

O estudo também mostrou que as empresas com faixa etária entre 2 e 5 anos são responsáveis pelo maior percentual entre as inadimplentes (37,2% do total). Em seguida, estão as empresas com idade entre 6 e 10 anos (21,8%).

O tempo de atraso das dívidas não pagas também foi apurado pelo estudo. O resultado mostra que a maioria das pendências tem entre 1 a 2 anos (20,6%) e 18,1% de 2 a 3 anos de existência. Apenas a minoria (2,6%) registra dívidas com até 30 dias de atraso.