6 dicas de como ter qualidade de vida

Nas rodas de conversas informais, as queixas mais frequentes são de: cansaço, estresse e falta de tempo para realizar atividades que provoquem a satisfação pessoal.

De acordo com levantamento realizado pela Organização Mundial da Saúde, o Brasil ocupa o quarto lugar no ranking dos dez países que possuem mais pessoas ansiosas. A pesquisa aponta que cerca de 23% da população brasileira já teve ao longo do tempo ao menos um transtorno de ansiedade.

Com os avanços tecnológicos, a carga de trabalho tem aumentado, ou seja, mesmo fora do escritório, o profissional mantém-se conectado todo tempo por meio dos celulares e tablets. A intensa conexão com o mundo online nos faz ter a sensação que também somos uma máquina, porém não é assim que o corpo e a cabeça funcionam.

Passar horas a fio para nos deslocar de um compromisso a outro também é um dos fatores que desencadeiam quadros de estresse. Por exemplo: 4 horas de um dia desperdiçadas na locomoção entre um ponto e outro poderiam ser aproveitadas para ler, estudar, praticar exercícios ou ficar um pouco mais com a família.

A sociedade também nos impõe alguns padrões, como: ser bem sucedido profissionalmente, passar em uma boa universidade, ter um relacionamento amoroso sólido, ser rodeado de bons amigos, ser um bom pai e mãe, ter o corpo ideal, o carro do ano, entre outras funções.

No meio de tanta correria no dia a dia, os dias passam e a qualidade de vida é esquecida. Veja 6 dicas de como viver bem e de forma equilibrada:

• Corpo: para ter qualidade de vida comece cuidando do corpo por meio de uma uma reeducação alimentar, pois o nosso corpo reage positivamente quando cultivamos hábitos saudáveis e esta prática irá interferir diretamente na regulação do peso e nas possíveis alterações em exames físicos.

• Mente: já ouviu dizer que a mente regula todo o resto do corpo? Pois é verdade. Quando uma pessoa não está bem psicologicamente, a parte física reage também. Para aliviar o estresse, busque atividades que te proporcionem prazer e te façam relaxar.

• Off-line: saia um pouco do mundo virtual, olhe mais ao redor e interaja com o mundo lá fora. Converse com as pessoas que estão no seu dia a dia, observe o que acontece ao seu redor. A interação com o mundo real e desconectar-se do virtual também faz parte da busca pela qualidade de vida.

• Exercícios físicos: a prática de exercícios físicos é benéfica para quem busca a perda de peso, condicionamento e saúde física. Este é um processo que aumenta a sensação de bem-estar físico e mental.

• Sono: as noites de sono não podem ser substituídas por qualquer outra atividade. Entre os benefícios estão a liberação de hormônios que regulam o crescimento, evitam o acúmulo de gordura, melhoram o desempenho físico, ajudam na prevenção da osteoporose, controlam a sensação de saciedade, liberam a insulina, diminuindo o hormônio do estresse, aumentam a autoestima e disposição para atividades físicas.

• Rotina: para conseguir viver melhor é interessante traçar uma rotina que envolva vida pessoal e profissional, assim, ambas têm espaço na sua semana e é possível viver mais tranquilamente.

A busca pela qualidade de vida é possível, basta ter consciência, tranquilidade e equilíbrio!