Passar café parece simples, mas tem os seus segredos

cafe 201601

É fato: preparar e tomar uma xícara de café faz parte do dia a dia de muitos brasileiros. No entanto, fazer o tradicional “pretinho” vai além do ato de despejar água quente sobre o pó de café. Para ajudar na tarefa de extrair o máximo em sabor e aroma, a Melitta preparou 10 dicas que podem fazer a diferença no resultado. Confira:

Não use água de torneira
Prefira sempre a mineral ou filtrada.
Motivo: impurezas, cloro e outras substâncias que podem estar presentes na água são capazes de afetar o sabor e o aroma do café.

Temperatura da água
Esquente a água até começar a borbulhar. Desligue e deixe descansar por 1 minuto

Filtro
Dobre o filtro seguindo a costura, coloque no suporte e derrame um fio de água para esquentar os objetos do preparo.

Quantidade de pó
Para cada 100 ml de água, use, aproximadamente, uma colher de sopa de pó de café. Distribua o café uniformemente no filtro

Comece pelo centro
Deixe um fio de água cair e vá fazendo círculos com a água até chegar nas extremidades do filtro.

Espere alguns segundos até toda a água passar pelo filtro
O ar preso entre as partículas de pó levantará algumas bolhas. Ótimo, assim o café será melhor extraído pela água.

Despeje água novamente pelo centro, em círculos, em direção às extremidades do filtro
Apenas não passe de 5 minutos, para que a filtragem excessiva não torne seu café amargo.

Dispense o açúcar
Ao adoçar a bebida, você mascara características naturais dela, como corpo, aroma e acidez.

Passe a bebida no momento em que for tomá-la.
Após 20 minutos no bule ou em uma hora na garrafa térmica, o café oxida. Isso faz com que a bebida perca algumas características sensoriais. Caso precise colocar o café na garrafa, a tática é escaldar o recipiente antes. Derrame água fervente no interior dele e depois o esvazie na pia. Dessa forma, quando você despejar o café, ele ficará quente por mais tempo.

Foto : Divulgação