Dicas para ter uma cama aconchegante com conforto e estilo para o sono

Suíte Máster do Jovem Casal, projeto das arquitetas Jéssica Jucá e Luiza Vasconcelos na Casa Cor Alagoas 2015
Suíte Máster do Jovem Casal, projeto das arquitetas Jéssica Jucá e Luiza Vasconcelos – Foto : divulgação

Já não é de hoje que sabemos da importância de uma cama aconchegante para uma noite de sono mais prazerosa. Para conseguir isso, há alguns passos essenciais a serem seguidos e o primeiro deles é investir em limpeza e conforto. A consultora de treinamentos, Karen Jorge, explica pequenos detalhes que podem fazer a diferença.

Segundo a profissional, deve-se pensar primeiramente nos tecidos. Apesar de ser uma escolha bastante pessoal, pois o toque do tecido é sentido de forma diferente pelas pessoas, o consumidor deve preferir sempre tecidos 100% algodão penteado ou algodão egípcio. “Com essa escolha será difícil errar, esses tecidos tem um toque geladinho, que proporcionam sensação de frescor e colaboram muito para a decoração, deixando a cama mais bonita. Os tecidos de malha também são muito macios e passam sensação de aconchego, o toque lembra camisetas de algodão que tanto adoramos”, explica Karen.

Outro aspecto importante é a quantidade de fios, já que isso define a durabilidade e a nobreza do tecido, quanto mais fios, mais fino, flexível e durável ele se torna. Se confeccionado com fios finos o tecido será mais leve e sofisticado, o que proporcionará sensação de maciez e conforto. As cores também influenciam a comodidade na hora do descanso. “Sempre indico branco e o marfim, porque transmitem a sensação de tranquilidade e paz. Lençóis em tons escuros também não estão totalmente descartados, mas como eliminam a claridade do quarto, podem colaborar para insônia, enxaqueca e impedir a possibilidade de um sono profundo e reparador”, comenta a consultora de treinamento.

Quanto a escolha do cobertor, Karen garante que também é muito pessoal. Para as pessoas que adoram peles e tem preferência pela lã, o indicado é usar matérias primas naturais de cashmere, camelo e merino. Esses animais produzem lãs macias, finas e no caso das duas ultimas, tem função térmica e fazem a regulagem eficaz da temperatura. A lã requer um cuidado extra pois os produtos devem ser lavados à seco. O edredom também pode ser uma opção bastante confortável. O tecido externo geralmente é algodão e quando é fabricado em microfibras tem um toque especial. Eles podem ser recheados de plumas, que são macios e quentes, mas exigem um cuidado especial na lavagem ou com fibra sintética, que proporciona uma sensação semelhante, mas tem a vantagem de serem lavados e secados na máquina.

É essencial que o colchão esteja de acordo com o peso e altura das pessoas que vão dormir nele. . Atualmente são feitos cálculos da densidade da espuma de acordo com o perfil do consumidor. Para aumentar a vida útil e a boa conservação do colchão é ideal usar o protetor de colchão ou o pillow top, que é uma camada extra de espuma, que impede que o suor ou algum liquido não atingem a espuma do colchão. A higiene do colchão também é de extrema importância, lave bem lençóis, colchas , cobertores e periodicamente uma limpeza a vapor com uma empresa especializada, isso garante a higiene e evita que o colchão se encharque de agua e acabe estragando. “Para terminar, sempre indico o uso de refrescantes de tecido, eles podem ser borrifados diariamente após arrumar a cama, ou no guarda roupas para manter toda roupa, não só a de cama perfumada”, conclui Karen Jorge.