Dicas para deixar o apartamento de quem mora sozinho em lar mais funcional

casa e decoracao casa de solteiro
Foto:s : Henrique Queiroga


Dicas de DecoraçãoCasa de SolteiroAmbiente minimalista e funcional Sortimentos Arquitetura e Decoração

Alguns saem cedo da casa da família para ir estudar em outra cidade. Outros partem para a vida solo quando adquirem independência. Há ainda quem só vive a experiência de morar sozinho depois de um divórcio. Os motivos são variados, mas alguns pontos em comum unem aqueles que dividem a casa consigo mesmo. Na maioria dos casos, pessoas que moram só trabalham em tempo integral e quase não ficam em casa e, por isso mesmo, precisam de um lar que seja prático e, claro, traga aconchego.

A designer de ambientes Laura Santos ressalta que o apartamento para quem mora sozinho tem que ser mais minimalista e bastante funcional. Uma dica bem interessante é usar objetos pessoais ou de hobby como parte da decoração. “A ideia é evitar excessos, pois quando a pessoa mora sozinha ela não tem muito tempo para dar manutenção no imóvel. Colocar no espaço apenas os itens mais importantes e indispensáveis. Trabalhamos itens de lazer do cliente como peças de decoração como, por exemplo, um violão. Uma forma prática de deixar à mão as coisas úteis que o morador vai utilizar e usar no layout”, sugere.

O tamanho do apartamento também deve ser muito bem pensado na hora da decisão de morar sozinho. Quanto menor, mais prático. Mas, se a intenção é de receber os amigos, é preciso investir nos espaços sociais, como ressalta a arquiteta Gabriela Brasil. “O que se usa muito atualmente é optar por espaços multifuncionais, por exemplo: serviço e cozinha integrada com a sala, onde a sala já é o espaço de mídias (TV/internet/games). Ou quarto que é, também, escritório. Isso torna os espaços mais amplos, integrados e úteis. Se for uma pessoa que gosta de receber, é legal investir nos espaços sociais, como: espaço gourmet, home theater ou optar por um prédio que possui espaços comuns sociais (área de lazer, espaço gourmet, piscina, churrasqueira, etc). Agora, se for uma pessoa mais reservada, um estar simples já a atende. Pode até ser um apartamento compacto, de um quarto mesmo, onde ela pode receber as visitas num sofá-cama na sala e não tem muito trabalho no dia a dia com a manutenção da casa. Que nos dias corridos de hoje é fundamental”, afirma.

Laura Santos também indica os ambientes conectados: “A cozinha americana é uma tendência. Ela fica integrada com a sala e você pode ver a televisão enquanto cozinha. Para receber os amigos também é melhor, pois a pessoa tem mais essa flexibilidade de estar na cozinha e poder conversar com quem está na sala”, conta.