Consumo de artigos e calçados esportivos deve crescer 8% em 2014

Em ano de Copa do Mundo no Brasil, a venda de artigos e calçados esportivos deve alcançar R$ 16,3 bilhões em 2014, crescimento de 8% em relação a 2013. Segundo o Pyxis Consumo, ferramenta de dimensionamento de mercado do IBOPE Inteligência, o consumo por habitante desses produtos será, em média, R$ 95,91, ante R$ 92,30 no ano passado.

A classe B apresenta o maior potencial de consumo, com R$ 7,32 bilhões, o que representa 45% do total. Já a classe C tem um consumo estimado em R$ 6,37 bilhões, 39% do total.

O estudo mostra, também, que a região Sudeste concentra metade do potencial de consumo do país, com R$ 8,41 bilhões. Mas, no gasto por habitante, a região Sul apresenta maior potencial, com R$ 123,29, seguido do Sudeste (R$ 106,89) e Centro-Oeste (R$ 105,98). No Norte, o consumo por habitante é estimado em R$ 66,90 e no Nordeste, em R$ 64,09.

Na análise por classe e região, a classe B do Sudeste lidera com R$ 3,98 bilhões de potencial de consumo estimado para 2014. A classe C, também do Sudeste, aparece em seguida, com R$ 3,22 bilhões. A região Norte apresenta o menor potencial de consumo em todas as classes, tendo o maior consumo na classe C (R$ 344,27 milhões) e o menor nas classes D e E (R$ 99,38 milhões).

O potencial de consumo refere-se apenas ao consumo domiciliar, ou seja, às compras de pessoa física junto a varejistas do ramo e inclui a aquisição de tênis e sapatênis para adultos, equipamentos esportivos, bicicleta para adultos, aparelhos de ginástica, acessórios para pesca e acampamento, entre outros.