Congresso MOVERGS aborda temas atuais e confirma sucesso

Presidente da MOVERGS, Volnei Benini - Foto: Carlos Ferrari.
Presidente da MOVERGS, Volnei Benini – Foto Carlos Ferrari.

“Somos testemunhas de que a construção de um Brasil melhor passa por nós, por nossas famílias, empresas, equipes de trabalho e valores”! Foi o que afirmou o presidente da MOVERGS, Volnei Benini, na manhã de quinta-feira, 13 de julho de 2017, durante o discurso de abertura do 27º Congresso MOVERGS, em Bento Gonçalves.

No evento, que reuniu cerca de 500 profissionais de diversos estados, o executivo reforçou que o encontro é uma grande oportunidade de reflexão – considerando o momento pelo qual o País e os brasileiros passam – para uma reavaliação de atitudes e posturas.

Benini apresentou, ainda, alguns números de maio, apontando a retomada do varejo, o crescimento de 2,3% em empregos e de 11% na produção, que começou o ano em ritmo lento, mas está se superando. “Registro esses índices para lembrar que somos protagonistas de um novo Brasil. Precisamos de gente séria, comprometida, honesta e cada vez mais bem preparada”, destacou, e completou: “Na MOVEGS e nas nossas esferas de atuação, trabalhamos com transparência, ética, união de forças empresariais, profissionalismo e parceria alicerçados sempre no nosso lema: ‘Unir para fortalecer, Renovar para crescer’”.

Para o presidente da entidade o setor moveleiro e as indústrias são um reflexo da dedicação e gestão dos empresários, e da capacidade de organização dos mesmos.

Benini também comentou a realização da FIMMA Brasil 2017, que aconteceu no mês de março e representou um grande desafio de sua gestão. “A feira foi surpreendente! Nos mostrou que quando se quer e se trabalha sério, com foco e dedicação, conseguimos resultados positivos”.

No ano em que a MOVERGS comemora 30 anos de fundação, o presidente fez um agradecimento especial aos profissionais que ajudaram na construção da entidade. “Hoje, somos uma referência do setor em âmbito regional, estadual e nacional. A MOVERGS vem fazendo a sua parte e honrando com orgulho aqueles que nos antecederam”.

Para registrar a data, durante o Congresso, os 11 ex-presidentes da entidade receberam um troféu pelo trabalho que realizaram, o que resultou em uma entidade forte, visionária e com olhar nas demandas do setor e da indústria. “Homens e mulheres abnegados, cujo sentimento sempre foi o de construir uma associação que representasse e defendesse os interesses do setor moveleiro gaúcho. E que, em vários momentos, representaram também a indústria nacional nas esferas governamentais. Nada mais justo do que homenageá-los”.

O presidente da Abimóvel, Daniel Lutz, também presente no evento, parabenizou os ex-presidentes da entidade pela construção da MOVERGS. “Incontestavelmente, uma referência a nível nacional e incansável na luta em prol do setor”.

Lutz destacou o tema da edição do Congresso: “Transformação”. “Ele nos instiga a refletir sobre os inúmeros desafios a serem conquistados, quer no Brasil, quer no âmbito global, em que o alto nível de competitividade requer de nós uma atuação inovadora, ética, ágil e estratégica”, afirmou.

Falou também sobre a reforma trabalhista aprovada no Congresso Nacional, da negociação junto à Câmara para incluir o setor moveleiro na desoneração da folha de pagamentos e do trabalho de construção do anexo da NR-12, serviço técnico e jurídico desenvolvido pela Abimóvel, junto com especialistas das indústrias, sindicatos e entidades.

Na ocasião, o prefeito de Bento Gonçalves, Guilherme Pasin, salientou as honrarias de ser o chefe do executivo da cidade. “Algumas são intangíveis e se traduzem em uma responsabilidade muito grande, como esse município – que se esforça para ser exemplo no respeito ao setor empreendedor e aos empreendedores – ser sede da MOVERGS”, considerou, e continuou: “E temos as honras tangíveis, que é receber eventos como esse e como a FIMMA”.

Pasin falou sobre a importância da cadeia de madeira e móveis. “O setor moveleiro é protagonista para o País. Espero que, em breve, o Brasil possa estar em um melhor momento, orgulhando a esfera empreendedora nacional e internacional”, finalizou.

Consolidado como um dos principais eventos do setor moveleiro, o Congresso se constitui como um importante espaço de debates. Tendo o objetivo de reunir os profissionais da cadeia produtiva para atualizar conhecimentos, reciclar práticas e ter acesso a novas informações, nesta edição, em função do momento econômico vivido pelo País, seu mote foi “Transformação”.

O 27º Congresso MOVERGS é realizado da Associação das Indústrias de Móveis do Estado do Rio Grande do Sul – MOVERGS, e teve o patrocínio da Homag, Kulkote, Sayerlack, Fiergs, Banco do Brasil e Governo Federal.

MOVERGS
Com mais de 30 anos de atuação, a MOVERGS representa mais de 2.700 indústrias moveleiras no Estado, e tem como lema “unir para fortalecer, renovar para crescer”. Em 2016, somente em Bento Gonçalves, o setor moveleiro faturou R$ 1,81 bilhões entre, aproximadamente, 300 empresas do segmento. A indústria totaliza no município 300 empresas e 6,44 mil empregos gerados. Dentro da indústria de transformação, a área moveleira é a que mais emprega. É, portanto, de significativa contribuição para o desenvolvimento econômico e social da cidade que é um dos principais polos do segmento no Brasil.

O Rio Grande do Sul tem, atualmente, mais de 2,7 mil empresas moveleiras, que respondem por 19% do total de móveis fabricados no Brasil. No ano passado, as indústrias de móveis e colchões faturaram R$ 10 bilhões e exportaram US$ 178,8 milhões, e os principais mercados foram Reino Unido, Uruguai, Peru, Estados Unidos da América, Chile e Argentina. Também foram responsáveis pela geração de mais de 38 mil empregos. Tais indicadores demonstram o quão representativo é o segmento no contexto da economia gaúcha, tanto pela geração de renda e tributos, quanto de postos de trabalho.

-- --