Confiança do empresário é a mais baixa desde 2009, informa CNI

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) caiu para 47,5 pontos neste mês. Foi o terceiro mês consecutivo em que o ICEI ficou abaixo dos 50 pontos. As informações são da pesquisa divulgada nesta segunda-feira, 16 de junho, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Com a queda de 0,5 ponto frente a maio e de 7,3 pontos na comparação com o mesmo mês de 2013, o indicador de junho ficou igual aos 47,5 pontos registrados em janeiro de 2009, quando o Brasil enfrentava os efeitos da crise financeira internacional,  e só é maior que os 46,5 pontos de janeiro de 1999, durante a crise cambial brasileira. Os valores da pesquisa variam de zero a cem. Abaixo de 50 indicam falta de confiança.

Conforme a pesquisa, o pessimismo é maior entre os empresários da indústria de transformação, segmento em que o ICEI foi de 48,5 pontos, e da indústria da construção, em que indicador caiu para 46,7 pontos, em junho. Na indústria extrativa, a confiança aumentou 1,8 ponto e ficou em 50,6 pontos, próximo da linha divisória dos 50 pontos.

A pesquisa aponta ainda que o ICEI ficou abaixo dos 50 pontos entre os empresários da regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste. No Norte e no Nordeste, o indicador ficou acima dos 50 pontos.

O levantamento foi feito entre 2 e 11 de junho com 2.636 empresas de todo o país, das quais 992 são pequeno porte, 1.001 são médias e 643 são de grande porte.