Como proteger os animais de estimação no inverno

pets cachorros cao inverno

O inverno é a estação do ano que mais contribui para o adoecimento das pessoas e, com os animais, não é diferente. A veterinária Maria Braga e a doutora em imunologia especializada em medicina veterinária regenerativa, Nance Nardi, falam sobre o assunto e reúnem as principais dicas para manter os animais protegidos e saudáveis durante os dias de frio.

A primeira orientação é conferir se os animais domésticos estão devidamente vacinados. O sistema imunológico dos animais, tal qual o do ser humano, perde força e enfraquece durante os dias frios, propiciando que o organismo fique mais hábil a pegar doenças como traqueobronquite, a famosa tosse de cachorro. “É verdade que a tosse canina pode ocorrer durante todas as outras estações do ano, mas é no inverno que ela tem maior incidência, já que os animais ficam muito mais sensíveis devido a exposição ao frio e à umidade”, diz a veterinária Luiza Maria Braga. Segundo a especialista, a melhor maneira de garantir que o animal ficará protegido das doenças altamente contagiosas do inverno é através da vacinação.

Outra dica é diminuir a frequência dos passeios ao ar livre, principalmente em horários muito frios. Segundo a doutora em imunologia, Nance Nardi, as voltinhas na quadra ou fora de casa podem ser perigosas pois contribuem na diminuição da resistência. “Os passeios podem causar um choque térmico no PET. O indicado é que, no inverno, a frequência dos passeios ao ar livre seja reduzida, de maneira a proteger os animais do frio em ambiente externo”, fala Nance.

A terceira dica é aumentar a quantidade de comida nos potinhos dos animais. No inverno, o gasto calórico dos bichinhos aumenta em quase 30% e por isso é preciso dar a eles maior quantidade de ração, para que eles não fiquem desnutridos e fracos. Para a veterinária Luiza Maria Braga, é comum que os animais comam mais durante o inverno e os donos devem ficar atentos para que eles sempre tenham comida à disposição para quando acharem necessário comer mais.

Manter os animais quentinhos e confortáveis também é importante para que eles não se vejam expostos ao frio e a umidade. “Os PETS gostam muito do conforto de um ambiente seguro, longe de correntes de vento e friagem. Dar-lhes um cobertor ou forrar o chão se o animal dorme do lado externo da casa é uma boa dica para mantê-los em segurança”, diz a especialista Nance Nardi. O papelão, quando posto embaixo da casinha do animal, servirá de isolante térmico, protegendo-o do chão úmido e gelado.

A sexta dica é sobre as roupas, que durante o inverno são boas opções para manter os PETS quentinhos e charmosos. É importante, porém, certificar-se de que as roupas sejam confortáveis, para não causarem incômodo aos animais. O uso de roupas, mais indicado aos animais pequenos e de pelo curto, é essencial para reforçar a proteção durante os passeios no frio ou o período em que o animal ficar do lado externo da casa.

Se o dono evitar os passeios nos horários mais frios do dia e seguir todas estas dicas, a probabilidade de que o seu PET adoeça neste inverno vai diminuir bastante. Garantir a felicidade dos bichinhos é muito importante e o primeiro passo é pensar em sua segurança, proteção e conforto.

Foto : AllImpress

-- --