Movimento de consumidores nas lojas tem queda de 9,2% aponta estudo Serasa Experian de Atividade do Comércio

O movimento dos consumidores nas lojas de todo o país caiu 1,5% em março deste ano na comparação com fevereiro e 9,2% em relação ao mesmo período do ano passado. É o que revela o Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio, divulgadona quarta-feira (06.4.16). Segundo o levantamento, este é o pior trimestre da história do indicador, que começou a ser coletado em 2000.

A maior queda, na comparação mensal, ocorreu no setor de móveis, eletrônicos e informática. O índice foi ficou em 2,5% negativos em março. O setor de supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas caiu 1,5%.

A maior alta foi no setor de tecidos, vestuário, calçados e acessórios, que apresentou aumento de 0,6%, seguido pelo setor de veículos, motos e peças, com alta de 0,6%.

A maior queda, na comparação anual, é do setor de veículos, motos e peças, que caiu 20,4% no período. O único setor que apresentou alta na comparação março de 2016 e março de 2015 foi o de combustíveis e lubrificantes, com aumento de 4,4%.

Entre janeiro e março deste ano, a atividade varejista apresentou queda de 8,5% na comparação com o mesmo período de 2015.

Para os economistas da Serasa Experian, a queda é resultado do aumento do desemprego, das taxas de inflação elevadas, do crédito mais caro e do baixo grau de confiança do consumidor.

-- --