Winfil : zero na roleta ou preparação de nova jogada ?

roleta cassinos no Brasil

Cassinos no Brasil

O caso Winfil virou uma história curiosa de desafio à lei no Brasil moderno. Não se trata de criminalidade comum, nem sequer da sombra da corrupção que vem assombrando nosso país; trata-se de um par de empresários que jogou em uma mudança na lei e tentou se antecipar – como se a lei já estivesse abandonada, antes mesmo da assinatura final. Em Porto Alegre, um estabelecimento com restaurante e sala de eventos acrescentou máquinas caça-níquel e começou recebendo apostas a dinheiro. Seus promotores nada fizeram para esconder sua intenção; pelo contrário, tentaram promover e expandir seu negócio pelo Brasil.

Liberação dos jogos ainda não avançou
Mas o certo é que a liberação dos jogos de cassino, que vem sendo tão falada nos últimos anos, ainda não avançou. Você pode jogar no NetBet e em outras plataformas de cassino online, mas apenas porque sua operação é feita fora do Brasil, e por isso as apostas são
registradas noutro país. Operar cassinos em território brasileiro continua tão proibido como antes. Na aparência, os empresários da Winfil estavam contando com a quase certeza de uma rápida mudança na lei e quiseram se antecipar. Talvez as autoridades não se importassem com algo que, de qualquer forma, viraria negócio legal em pouco tempo.

jogos on line

Registro de filiais
Ninguém pode acusar os empresários da Winfil de quererem se esconder. Em fevereiro de 2018, o site gaúcho Zero Hora informou que a casa de jogos estava registrando filiais de seu negócio por todo o Rio Grande do Sul, e até em Santa Catarina e Brasília. O registro, de acordo com o Zero Hora, foi feito em órgãos federais e nacionais. Bem diferente desses estabelecimentos que operam na sombra, escondidos das autoridades e não visíveis da rua, com algumas máquinas de caça-níquel funcionando no segredo. Até serem
“visitados” por policiais.

Encerramento total
A polícia e o Ministério Público não se mostram tolerantes com a violação da lei. Foram apreendidas algumas máquinas, enquanto os empresários esperam mais abertura na proibição dos jogos de azar. No início de setembro, saiu uma ordem para que o estabelecimento matriz, em Porto Alegre, fosse definitivamente encerrado, por desobediência.

Mas e se a lei mudar?
A expectativa dos empresários não seria assim tão correta, pois a verdade é que está longe de ser certo que os jogos de azar venham a ser liberados na totalidade. Muitos defendem uma liberação parcial, para dar lugar aos grandes hotéis-cassino, que são os preferidos dos investidores internacionais e do próprio setor do turismo nacional. As salas de caça-níqueis seriam o “caçula” da família de jogos de azar, arriscando ficar de fora. Mas, e se a lei for aprovada e permitir realmente que a Winfil possa operar suas máquinas sem problema? Aí, bastará abrir a porta e começar a faturar no primeiro dia da nova lei. Será que a Winfil ainda vai conseguir o jackpot?

Booking.com