Casa Cor São Paulo 2014 – Arquiteta Adriana Noya une arte com design no projeto Loft Metrópole

casa-cor-sao-paulo-arquiteta-adriana-noya-loft-metropole-03

O ambiente Loft Metrópole, projetado pela arquiteta Adriana Noya, apresentado na Casa Cor São Paulo 2014, é inspirado na arte do expressionista Jackson Pollock e apresenta espaços integrados com estilo e ousadia.

A arquiteta Adriana Noya se inspira e respira arte, inovando na proposta do Loft Metrópole. Seu ponto de partida foi a admiração pela obra do pintor expressionista americano Jackson Pollock, que utilizava a técnica de dripping (gotejamento) jogando tintas nas telas e murais.

 

A obra de Pollock ganhou uma leitura inovadora de Adriana, através de mosaicos de mini pastilhas de vidro , exclusivos, criados para a mostra pela arquiteta e executados pela Colormix. As 416 mil minipastilhas, em tonalidades de branco, preto e cinza (utilizadas para criar profundidade) deram origem a verdadeiros murais que revestem as paredes e tetos da cozinha, banheiro e até mesmo a parede do quarto do Loft Metrópole, envolvendo os ambientes em arte.

 

“As imagens também remetem ao grafite, outra forma de expressão artística, e foram valorizadas pela predominância dos tons de branco, presentes no mobiliário e nas paredes do espaço.” comenta a arquiteta.

 

O Loft Metrópole de Adriana Noya é cercado pela arte em todas as formas, nas peças de design assinado, móveis, luminárias e tapete oriental em tiedye. Não foi criado pensando num perfil, mas no conceito de um hotel boutique, ou um loft design.

 

A área do quarto foi integrada à Sala de Banho através dos murais de minipastilhas de vidro. Adriana inova ao revestir a parede da cabeceira da cama (Madeira Bonita) com este material, que também é utilizado como piso e teto no banheiro, abrigando a banheira Sofisticat Double(SpasVersati). Para iluminar a banheira ela especificou um conjunto de luminárias Opium e Tibet da La Lampe.

casa-cor-sao-paulo-arquiteta-adriana-noya-loft-metropole-02

Os tampos da cozinha e do banheiro foram especificados em fórmica Real Color, lançamento da Fórmica, material novo que pode ser utilizado como tampos em áreas molhadas.

 

A Sala de Estar também segue a proposta contemporânea, destacando o tom azul dazzling, presente no papel de parede Arte Manakin, lançamento na Casa Cor da Orlean, presente também no Hall de Entrada. A luminária  Cherry, dourada em vidro soprado, da designer NikaZupanc da La Lampe, delicada e forte ao mesmo tempo, oferece um toque de ousadia e sofisticação.

casa-cor-sao-paulo-arquiteta-adriana-noya-loft-metropole-01

No Hall de entrada os destaques são a poltrona Diz de autoria de Sergio Rodrigues da Dpot e da luminária escultura Minomushi do IsseyMiyake, da La Lampe.

 

Adriana também ousou na utilização de obras presentes na escada , um conjunto de posters bem humorados com as referências mais clássicas de arte, como Van Gogh e Monet,  dentre outras, posando em selfies, tão em evidência atualmente.