Bilheteria “Boas-Vindas” na Casa Cor RS 2016 exibe três obras do mosaicista e arquiteto Leonardo Posenato

mosaico de Leonardo Posenato
Artista terá peças no espaço Bilheteria “Boas-Vindas”, projetado pelas também arquitetas Aclaene de Mello e Gabriela Ordahy

O trabalho exclusivo do mosaicista e arquiteto Leonardo Posenato poderá ser conferido durante a Casa Cor RS 2016, que acontecerá de 28 de junho a 24 de agosto, em Porto Alegre / RS. Ao todo, o artista terá três obras no espaço Bilheteria “Boas-Vindas”, assinado pelas arquitetas Aclaene de Mello e Gabriela Ordahy. Foram criados por ele dois painéis, que funcionam como um díptico, e um piso.

“No piso coloquei uma grande rosa dos ventos de 4 metros de envergadura, sendo uma rosa completa com 16 pontas, levando em conta os 4 pontos cardeais, os 4 colaterais e os 8 subcolaterais. Calculei em média 15.000 fragmentos de mármores travertinos, granitos marrom café e mármore marrom imperial”, afirma Leonardo.

mosaicista e arquiteto Leonardo Posenato
Mosaicista e arquiteto Leonardo Posenato

Já no díptico de painéis que estão à esquerda e à direita do fundo do espaço, ele escolheu como tema o passado de bailes em clubes. “Optei pelo impressionismo como técnica e acabei me inspirando na famosa tela “Danse a la ville”, de Renoir, para fazer o painel esquerdo. No outro painel, que faz par com o esquerdo, retratei o mesmo casal dançando no tempos depois, fazendo um jogo com a memória passada do clube com o presente. O díptico leva o nome então de “ O casal ontem e hoje”. Para o arquiteto, participar desta grande mostra de decoração é de suma importância, pois mostra na prática como a obra do artista se encaixa com muito charme em ambientes sofisticados.

“Leonardo Posenato é um dos nomes do mosaico que permeia minha mente há dez anos. Sei que é um dos melhores do Sul e o acaso da vida cuidou deste reencontro oportunizando uma descontraída conversa, onde a alegria de estarmos juntos num evento tomou conta de nós dois e em duas horas planejamos tudo o que apresentaríamos”, comemora Aclaene de Mello. Para Gabriela Orday, o mosaico, como uma obra de arte, tem seu valor estimativo e também, como uma obra de arte que ele é, confere amor ao ser visualizado. O público irá se surpreender com o que encontrará neste ambiente. “A novidade da ausência da cor, estilo minimalista, audácia e história, contada através dos mosaicos do Leonardo, vai encantar todos os visitantes do espaço”, conclui Aclaene.

-- --