Exportações brasileiras de café robusta crescem 114,5%, de janeiro a maio de 2018

Safra de café em 2017

Cafés do Brasil

Exportações brasileiras de café robusta crescem 114,5%, de janeiro a maio de 2018, se comparadas com o mesmo período do ano anterior. Cafés do Brasil exportaram 12 milhões de sacas para 108 países e arrecadaram US$ 1,88 bilhão de receita cambial nos cinco primeiros meses do ano.

As exportações dos Cafés do Brasil – das espécies arábica e robusta – nos cinco primeiros meses de 2018 atingiram volume equivalente a 11,989 milhões de sacas de 60kg e arrecadaram de receita cambial US$ 1,883 bilhão, ao preço médio de US$ 157,12 a saca. Nesse contexto, o café robusta, que exportou 212,849 mil sacas, teve um crescimento expressivo de 114,5%, se comparado com o mesmo período do ano passado. Das exportações totais, os cafés arábicas exportaram 10,396 milhões de sacas, o café torrado e moído, 5,674 mil, e o solúvel, 1,374 milhão de sacas.

As informações da performance das exportações dos Cafés do Brasil, constam do Relatório Mensal maio 2018, do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil – Cecafé. Para o Conselho, entre outras análises do Relatório, no mês de maio houve menor oferta de cafés para a exportação, devido ao período de entressafra e, também, aos protestos e a greve dos caminhoneiros, fatores conjugados que tornaram o volume das vendas ao exterior ainda menor, pois o País deixou de embarcar de 400 a 500 mil sacas. Em contraponto, com a estimativa de que haverá uma safra recorde de café para o próximo ano cafeeiro, o Cecafé espera que haja recuperação dos volumes a serem exportados.

.