Cadastramento de documentos roubados aumenta 16,6% nos primeiros dias da Copa, aponta estudo da Serasa

Os torcedores que tiverem os documentos roubados ou extraviados durante as comemorações da Copa do Mundo, além de fazerem um Boletim de Ocorrência (B.O.), devem cadastrar um alerta no Serviço de Documentos e Cheques Roubados da Serasa Experian. O registro ajuda a reduzir o risco e evitar a dor de cabeça de ter dados pessoais utilizados por golpistas. De acordo com a Serasa Experian, nos primeiros dias da Copa, entre 12 e 23 de junho, 391 pessoas cadastraram 822 documentos extraviados no site da Serasa, 16,6% a mais que em igual período do ano anterior.

Para a superintendente de serviços ao consumidor da Serasa Experian, Maria Zanforlin, nem todas as vítimas de documentos roubados ou extraviados registram a ocorrência, pois desconhecem que podem fazer o alerta gratuitamente no site da Serasa. Ao fazer o cadastro, o consumidor ganha automaticamente, por 30 dias, proteção em dobro com o serviço antifraude da Serasa, que acompanha 24 horas por dia as movimentações do CPF. Caso o número do documento do cidadão seja consultado por alguma empresa durante o período, o serviço MeProteja enviará instantaneamente uma mensagem de celular – SMS – informando o ocorrido. Dessa forma, o consumidor consegue identificar se foi ele mesmo que estava buscando crédito naquele momento ou se está sendo vítima de uma fraude. “Neste caso, a agilidade no recebimento da informação ganha destaque porque o cidadão consegue ter mais informações ligando na mesma hora para a nossa central exclusiva que está preparada para ajudar nestes casos”, diz Zanforlin.

O MeProteja também envia um relatório por e-mail com informações de entrada ou saída da inadimplência, mostrando o nome da empresa credora, o tipo da dívida e a data de inclusão ou exclusão da anotação nos bancos de dados. Além disso, o serviço protege o CPF do cidadão ao enviar alertas informando casos de abertura de empresa, a relação dos números de telefone fixo que estão cadastrados no nome do consumidor e parcelas atrasadas que podem gerar negativação. Se o consumidor identificar no relatório qualquer movimentação estranha no seu CPF, deve entrar em contato com a central de atendimento da Serasa que trata exclusivamente desses casos, pelo telefone (011) 3003 6300, que funciona todos os dias da semana, das 8h às 20h.

-- --